Como deixar de pagar suas contas e sair das dívidas

como deixar de pagar suas contas e não ficar com o nome sujo

Como deixar de pagar suas contas e sair das dívidas?

Existem algumas formas e hoje você vai descobrir como não ficar nunca mais com o nome sujo.

É desesperador ver as contas acabar com o seu salário antes do final do mês, não é mesmo?

Pior ainda é quando você possui dívidas no cartão de crédito, banco ou financeira.

Elas funcionam como um buraco negro e parece que não há saídas!

O problema de estar muito endividado é que você pode comprometer o seu futuro, já que maus comportamentos afetam os seus investimentos, que podem até ser confiscados pela justiça.

Pois bem…

Vou falar justamente dos planos de ação para sair das dívidas.

Mas antes, você precisa conhecer os…

4 mitos sobre deixar de pagar suas contas:

1º Mito : Posso ir preso se não pagar as dívidas.

2º Mito : O Banco pode tomar tudo que eu tenho.

3º Mito : A dívida vai aumentar sem parar caso não pague.

4º Mito : Depois de 5 anos a dívida some.

Sim, é verdade, nenhuma dessas 4 coisas acontecerão com você depois que conhecer os dois métodos para sair do vermelho.

Agora você deve estar pensando como deixar de pagar suas contas e não ficar com nome sujo?

O primeiro método que você vai aprender a partir de agora se chama método da substituição..

Método da Substituição de Contas

Esse método é bastante simples, e consiste em três grandes princípios:

  • Consolidar suas dívidas
  • Reduzir a taxa de juros
  • Fazer a parcela caber no bolso

Esse é um método em que você vai refinanciar suas dívidas, mas com uma taxa de juros menor e uma parcela que cabe no seu bolso.

Vou explicar cada um dos princípios a partir de agora..

1º Princípio: Consolidar suas dívidas 

Consolidar suas dívidas significa transformar várias dívidas em apenas uma..

A maioria dos endividados não possui dívidas somente em uma loja, banco ou financeira.

Muitas vezes, quem vive no vermelho possui vários cartões de créditos, carnês, etc…

E isso só complica as coisas, pois dá trabalho cuidar de muitas contas diferentes.

Ter apenas uma dívida simplifica muito sua organização financeira no que diz respeito a sair do vermelho.

2º Princípio: Reduzir a taxa de juros

Como você já aprendeu, os juros das suas dívidas são o aluguel que você paga pelo uso de dinheiro dos outros.

E aqui no Brasil, os juros são abusivos, como você também já sabe.

Então faz todo o sentido que, quanto menor a taxa de juros, mais barato será o seu empréstimo, não é mesmo?

Na prática, o que você vai reduzir não é exatamente a taxa de juros, mas sim, o Custo Efetivo Total (CET), que é um pouco maior.

O CET é um valor que inclui não só a taxa de juros das suas dívidas, que é o principal custo, mas também outros encargos como tarifas, seguros, e outros custos do seu empréstimo.

Um empréstimo pode ter uma taxa de juros menor do que outro, mas um CET maior, tornando-se efetivamente mais caro.

 3º Princípio: Fazer a parcela caber no bolso 

De nada adianta você encontrar um empréstimo com juro baixo se a parcela não cabe no seu bolso, isso é, se você não consegue deixar de pagar suas contas.

Todos os problemas com dívida acontecem quando o devedor não consegue mais honrar com seus pagamentos.

Por isso, é fundamental que esse valor que você vai pagar todo mês para os seus credores esteja dentro das suas capacidades.

Por exemplo: alguém que receba R$ 4.000 não pode honrar com uma parcela de R$ 3.000, pois é muito alta.

Já se a parcela fosse de R$ 800, então poderia ser paga com mais folga.

Agora, vamos recapitular os pontos mais importantes:

  • O método da substituição consiste em três princípios.
  • 1º: consolidar suas dívidas, o que significa trocar várias dívidas por apenas uma, o que facilitará a sua organização.
  • 2º: conseguir com a nova dívida um custo efetivo total menor do que o que você paga atualmente pelas suas dívidas atuais. Pagar menos juros significa conseguir um empréstimo mais barato.
  • 3º: conseguir uma parcela que caiba no seu bolso, para que as dívidas não sufoquem o seu orçamento e você não se desorganize financeiramente.

Se você quiser saber os mínimos detalhes de como deixar de pagar suas contas e sair do vermelho, conheça o nosso treinamento avançado de como sair das dívidas.

Nele nós ensinamos o segundo método pra sair das dívidas e, ainda, se livrar desse problema pra sempre, além de muitas outras coisas.

Clique aqui pra conhecer o treinamento e saber o que você vai aprender

PS.: Inscreva-se logo, as vagas são limitadas.

Crédito das imagens: www.shutterstock.com.br

Vale a pena comprar Bitcoin?

Você já deve ter ouvido falar do bitcoin ou que algumas pessoas estão ganhando muito dinheiro com ele.

Mas será que ainda vale a pena comprar bitcoin, leia com atenção.

O primeiro passo para fazer esse investimento é entender o que é, como funciona, suas vantagens e desvantagens.

Vamos lá…

O que é o Bitcoin?

O bitcoin foi a primeira moeda virtual criada, também chamada de criptomoeda.

Mas que diabos é isso na prática?

Uma moeda virtual é uma forma de moeda, criada e negociada eletronicamente. Elas não são impressas, como dólares ou euros. São produzidas (mineradas) por pessoas e empresas, através de computadores em todo o mundo, usando um software que resolve problemas matemáticos.

Quem criou o Bitcoin?

O bitcoin foi criado por um programador de computador, chamado Satoshi Nakamoto, que inventou um sistema de pagamento eletrônico baseado em cálculos matemáticos. Sua ideia era criar uma moeda sem regulamentação de qualquer banco ou país, podendo ser transferida eletronicamente, de forma instantânea, com taxas de transação muito baixas, para qualquer pessoa e em qualquer lugar do mundo.

Quem gera Bitcoins?

Ela não é impressa por nenhum banco ou país, mas sim gerada digitalmente por uma comunidade de pessoas e qualquer um pode participar. Além de gerar bitcoins, a rede também processa as transações (pagamentos e transferências) dentro da própria rede. Existe um limite de 21 milhões de bitcoins a serem mineradas.

Como gerar Bitcoins de graça?

Você pode minerar da sua casa, mas terá que comprar um computador específico para mineração (ASIC), que custa em torno de R$7,5 mil. Somando os custos de energia, levará um ano para pagar o investimento. A cada dia, surgem mineradoras mais eficientes, aumentando a dificuldade e derrubando seu lucro.

A partir de 2013, surgiram algumas alternativas, como gerar bitcoins na nuvem, pagando uma mensalidade em torno de R$50, porém o retorno do seu lucro pode demorar alguns meses. Outra alternativa é você entrar no POOL, onde outros investidores se organizam na internet para ajudar na mineração e dividir os lucros.

Vantagens do Bitcoin:

  1. Descentralizado: a rede bitcoin não é controlada por nenhum banco ou país, que imprimem mais dinheiro desvalorizando a moeda ou confiscando-a das pessoas, como o ex-presidente Collor fez com a poupança.
  2. Anonimato: ninguém saberá se você tem ou não bitcoins.
  3. Transparente: a rede de bitcoins armazena todas transações realizadas, com origem e destino, como um grande livro contábil, chamado de cadeia de blocos ou blockchain.
  4. Baixo custo: a taxa de transações é muito barata.
  5. Rápido: você pode enviar dinheiro para qualquer lugar do mundo em poucos minutos.
  6. Confiável: depois de enviar bitcoins, não há como cancelar, a menos que o destinatário os devolva.

Agora que você já entendeu como funciona, deve estar se perguntando:

Como fazer para ter um lucro de R$5 mil por mês com bitcoins?

Se você tivesse investido R$16.583,75 em bitcoin ao longo do mês de novembro de 2017, teria tido um lucro de 30,15%, gerando uma renda mensal de R$ 5 mil. Porém, essa rentabilidade pode ser maior ou menor, já que as criptomoedas não têm previsibilidade.

Nos últimos 12 meses, o bitcoin acumulou uma alta de 2.062%

O problema é que o bitcoin é uma moeda com muita variação no seu preço, tanto para cima quanto para baixo.

Os preços do bitcoin mostram uma correlação notadamente alta com as tendências no Google trends para a palavra “bitcoin”, de acordo com Chris Burniske, um especialista em bitcoin que, anteriormente, era um analista de blocos da ARK Invest. Porém, tal correlação até hoje não aconteceu com nenhum outro investimento na história.

A moeda já teve altas de 40% em uma semana, com uma notícia favorável, e quedas de 25% em outras.  Nos últimos 12 meses, acumulou uma alta de 2.060%:

Existem várias outras criptomoedas que acumulam uma alta maior que o bitcoin, como a ethereum, que rendeu 8.214% nos últimos 12 meses:

 

Até o momento, o bitcoin e a ethereum são algumas das melhores criptomoedas para se comprar. Milhares de pessoas já estão investindo nelas, inclusive já são aceitas internacionalmente por algumas empresas.

Como comprar e vender bitcoins

Para você comprar ou vender bitcoins é muito simples, basta acessar alguns dos sites no Brasil que trabalham com a comercialização da moeda.
As empresas mais conhecidas são o Mercado Bitcoin (www.mercadobitcoin.com.br) e o Foxbit (www.foxbit.com.br).

As etapas para comprar bitcoins em ambos sites são muito parecidas:
1. Faça o cadastro no site escolhido;
2. Envie prova de identidade (ex: selfie sua segurando sua identidade);
3. Faça o depósito do valor que desejo comprar em bitcoins para a conta da empresa;
4. Envie o comprovante pelo site da empresa;
5. Aguarde a empresa confirmar o recebimento. Isso pode levar de 30 minutos a 24 horas;
6. Informe o valor ou a quantidade de bitcoins que deseja.

* Para compras é cobrado 0,25% de taxa para realizar a operação, se comprar R$1 mil, pagará R$2,50 de taxa.
* Para saques o prazo pode levar até 3 dias úteis, possui um valor mínimo de R$50 a R$100 e é cobrada uma comissão de 1,4 a 2%.

Vale a pena comprar?

Depende do perfil de cada pessoa, algumas não suportariam ver o seu patrimônio desvalorizar 20% em um dia e subir 20% no outro.

Outra questão que deve levar em consideração é que apesar das perspectivas animadoras, ninguém sabe o que acontecerá no futuro, mas uma coisa é certa: a tecnologia dos blockchain e das criptomoedas não é mais uma aposta, veio para ficar e provavelmente haverá várias outras, além de robôs fazendo trades de alta frequência.

Não aconselhamos que você invista seu patrimônio, imóvel ou aposentadoria em bitcoins. Ele é um investimento de alto risco, há muitos fatores que influenciam o seu preço, como o governo de um país proibir ou restringir transações, a rede de bitcoin mudar seus caminhos no desenvolvimento e o surgimento de outra moeda com apoio de governos.

Existem investimentos mais seguros e altamente lucrativos que lhe garantem uma renda mensal para cobrir seus custos de vida:

  • Imóveis que pagam aluguéis
  • Títulos Públicos que pagam cupons
  • Fundos imobiliários que pagam rendimentos
  • Ações que pagam dividendos
  • etc…

Se você quiser conhecer um investimento mais seguro que o bitcoin e saber exatamente como gerar uma renda mensal, você pode baixar uma cópia do nosso ebook gratuito como gerar uma renda até R$5 mil por mês com dividendos, onde ensinamos o passo-a-passo da geração de renda, além de muitas outras coisas.

Clique aqui pra baixar uma cópia gratuita do ebook e descubra como gerar uma renda mensal com segurança