29 formas de ganhar dinheiro depois de se aposentar

aposentado o que fazer para ganhar dinheiro

Aposentado: o que fazer para ganhar dinheiro depois de se aposentar?

Tempo. Se existe algo que você terá à sua disposição quando se aposentar é isso. Tempo para curtir as pessoas amadas, tempo para relaxar, tempo para se dedicar a seus passatempos, tempo para viajar, tempo para encontrar velhos amigos e fazer novos, e assim por diante. Só não pode haver tempo para jogar fora!

Durante a vida inteira ouvimos falar que tempo é dinheiro. Então, desperdiçar tempo é igual a desperdiçar dinheiro. E agora que você está aposentado – ou pensando em se aposentar –, precisa ter em mente que a partir do momento em que deixar de receber seu salário, seus investimentos passarão a ser sua única fonte de renda.

Ou será que não? Para ajudá-lo a pensar sobre o assunto, preparamos este texto com algumas histórias inspiradoras e uma lista com 29 formas de ganhar dinheiro depois de se aposentar. Confira!

Conheça histórias de quem abriu ótimos negócios após se aposentar

Dorothy Atkins usou parte do pacote de benefícios da aposentadoria antecipada que sua empresa ofereceu para abrir a From Where I Sit, uma empresa de cartões comemorativos. Em tempos de WhatsApp, Facetime e afins, a empresa que vende simples cartões de Natal, aniversário etc., vai bem, obrigado. Ajuda o fato de Dorothy, que se tornou uma artista renomada, ilustrar os cartões com suas pinturas. Bem, talvez os cartões dela não sejam tão simples assim…

Cinde Dolphin trabalhou 24 anos no marketing da cervejaria Coors. Após se aposentar por lá, ela bem que tentou trabalhar em outras empresas. Como não conseguiu conquistar nenhuma vaga, abriu a sua própria agência de marketing. Aproveitando a expertise adquirida em mais de duas décadas na cervejaria, ela focou seus esforços em prospectar empresas de bebidas.

História parecida com a da gaúcha Yamara Maria Eichner. Depois de 25 anos trabalhando na indústria de borracha e plástico, ela se aposentou e abriu a Naturoils, empresa de bioquímica e biotecnologia que desenvolve uma linha de cosméticos em franco crescimento.

A verdade é que não faltam exemplos como esses. E não só nos negócios! Há pessoas que se descobrem atletas depois de se aposentar, ou se tornam forças motrizes de uma comunidade ou organização beneficente. A grande chave é: escolha. Algo que na aposentadoria também costuma existir de sobra. Quer dizer, isso se não faltar dinheiro, não é mesmo?

Você deve ter liberdade financeira para escolher o que deseja fazer depois de pendurar as chuteiras, e não ter que procurar algo para sobreviver. Falamos sobre isso no artigo 13 coisas que você deve parar de fazer para não ter uma aposentadoria miserável.

Pense no que você pretende fazer como aposentado

Aposentadoria só é tempo de relaxar se você quiser. Pode ser também tempo de realizar seu grande sonho. De ser o que você sempre desejou ser.

Segundo o estudo perfil do potencial empreendedor aposentado, realizado pelo instituto Meta Pesquisas de Opinião para o Sebrae, em maio de 2017, com 1.200 pessoas com mais de 50 anos, entre aqueles que estão para se aposentar:

Ou seja, 29,5% dos entrevistados que estão próximos de se aposentar pensam em conquistar ativos e ganhar dinheiro de uma forma ou de outra. O 1% referente aos voluntários quer “apenas” continuar a ser ativo e útil. Você pode tomar qualquer um desses caminhos, uma vez que tenha investimentos para garantir que suas contas e necessidades serão pagas sempre.

Falamos sobre isso na nossa aula gratuita Como incrementar a sua Aposentadoria de 10 a 60% dentro dos próximos 30 dias.

Confira 29 formas de manter-se ativo no mercado e ganhar dinheiro depois de se aposentar

Uma vez que as finanças estejam em ordem, se quiser, ofereça algo a mais à sociedade. Se você não tiver uma ideia clara de como aproveitar seu tempo de forma lucrativa e prazerosa, aqui vão algumas ideias:

1. Abra uma franquia

Revistas e sites especializados na área frequentemente publicam listas de empresas que buscam franqueados aposentados. São modelos de negócios já prontos para você, alguns com a possibilidade de trabalhar em horário flexível.

2. Seja um recrutador

Esse serviço pode ser feito na sua antiga empresa. Afinal, você a conhece como poucos. Um recrutador avalia os currículos enviados para preenchimento de vagas e pode fazer uma pré-entrevista ao telefone com os candidatos mais adequados, enviando assim apenas os melhores para a empresa. Como não se precisa de funcionários novos todos os meses, é uma função temporária, mas muito importante – e pode remunerar bem.

3. Seja um vovô ou vovó de aluguel

Há algum tempo, uma das carreiras em alta era a de marido de aluguel, pessoas que eram contratadas para fazer simples serviços elétricos e similares. Um vovô de aluguel é alguém que entretém crianças ou idosos por um curto período, dá dicas rápidas de carreira e posicionamento pessoal, entre outros. É uma ótima maneira de conhecer mais pessoas e compartilhar seu conhecimento e sua experiência profissional.

4. Cuide de casas

Esse mercado é perfeito para os idosos, por passarem uma aura de responsabilidade e confiança. E, melhor ainda, pode ser uma desculpa para férias, se você der a sorte de cuidar de uma casa de veraneio de um milionário em uma praia paradisíaca do Nordeste. Essa maneira de ganhar dinheiro e ocupar o tempo só não é recomendada para fãs do livro/filme O Iluminado.

5. Seja um professor particular

Que tal ensinar português para estrangeiros? Existem até instituições de caridade procurando tais profissionais. E se suas aulas fossem sobre algo relacionado a sua profissão? Pode apostar que muitos empreendedores em potencial adorariam ouvir sua experiência!

6. Seja um palestrante

Se você é um profissional que está prestes a se aposentar, já tem uma longa trajetória no mercado de trabalho, não é mesmo? Existe uma grande possibilidade de você tem presenciado diversos obstáculos pelo caminho, como crises, hiperinflação, mudança de governo e moedas, avanço tecnológico e extinção de algumas profissões.

Então é correto afirmar que você tem um grande conhecimento sobre como lidar com flexibilidade e ainda ser ágil perante conflitos. Diante desse cenário, muitos jovens estão se inserindo agora no mercado e compartilhar sua vivência com esse público pode ser uma grande oportunidade para você ganhar dinheiro depois de se aposentar.

Portanto, ofereça palestras para quem está atrás de experiência que só uma vida inteira de profissionalismo pode mostrar. Uma boa forma de colocar isso em prática é trabalhar com escolas e faculdades, instituições de ensino que estão sempre procurando palestrantes para seus alunos.

7. Compartilhe conhecimento pela internet

O YouTube está aí — e os blogs também (assim como as demais redes sociais). Certo, não é fácil ganhar a vida assim — principalmente com as constantes mudanças de regras nas plataformas comandadas por Mark Zuckerberg —, mas você pode disponibilizar conteúdo útil nesses canais e ganhar alguns trocados com inscrições e visitas, além de abrir espaço para potenciais patrocinadores, que gostariam de ver você falando sobre seus produtos ou serviços.

8. Seja pet sitter

Basicamente, este é um trabalho em que você se dispõe a tomar conta de um bichinho de estimação de pessoas que estejam viajando. Não tem comprometimento e nem horário fixos, mas tem diversão e dinheiro entrando na conta de vez em quando. Se você fizer um bom trabalho de divulgação e usar sua rede de contatos para espalhar a novidade, ela pode gerar um bom retorno!

9. Ofereça serviços como guia de sua cidade

Novatos na região, estudantes e outros precisam de alguém que mostre os melhores locais da cidade, as feiras que vendem mais barato, onde conseguir cartões de ônibus e assim por diante. Que tal aproveitar essa oportunidade para aumentar seus rendimentos? Ah, esses serviços também podem fazer parte do cotidiano de um vovô de aluguel!

10. Ofereça serviços de conselheiro administrativo

Fazer parte do conselho de uma empresa ou de uma entidade profissional é uma ótima maneira de continuar ativo no setor da economia que você conhece, com menos trabalho. Se você tiver ações da empresa desejada, o setor de conselho de acionistas também estará disponível.

11. Transforme seu passatempo em negócio

Gosta de cozinhar? Dê aulas de culinária. Você não precisa nem usar a cozinha da sua casa para isso. Faça um acordo com o supermercado ou padaria do bairro, dê aulas lá em troca de propaganda e venda dos ingredientes utilizados.

Se morar perto de algum fabricante de gêneros alimentícios, vale conversar com eles, também. Uma parceria interessante pode surgir! Ou, quem sabe, una-se a alguns amigos e abram uma empresa de buffet, de catering, entregando comida para eventos profissionais e festas.

Seu negócio é jardinagem? Vale o mesmo princípio! Dê aulas, venda mudas, frutas ou vegetais. Na verdade, o mesmo vale para todos os hobbies. Ensine a pintar, fotografar, fazer artesanato. Venda o resultado de seu esforço! Acredite: sempre tem alguém disposto a investir em coisas assim.

12. Seja um curador

Você sabe quais produtos são indispensáveis para seu hobby, quais são as marcas mais recomendadas e que têm o melhor custo-benefício. Entre em contato com empresas da área para desenvolver kits ou aulas patrocinadas sobre esse assunto. Ou abra uma empresa de caixas, na qual você envia a seus assinantes todos os meses algum produto relevante sobre o assunto.

13. Escreva um livro

Sim, mesmo se você não tiver a mínima imaginação! Nem todo livro precisa ser longo, ou se enquadrar na categoria de romance ou ficção. Você pode escrever guias profissionais rápidos, manuais sobre seus interesses ou experiência. Dificilmente você será a única pessoa interessada em determinado tema no mundo.

E você não precisa nem se preocupar em buscar uma editora para investir na sua obra e imprimi-la, se não quiser. O universo de livros digitais está aí para ser explorado. E é muito mais fácil conseguir ter um e-book vendido do que um livro. Pesquise e comprove!

14. Considere a carreira de comprador

As pessoas têm pouco tempo disponível hoje em dia, e muitas vezes dariam tudo para que alguém as auxiliasse na compra de roupas, mantimentos e outros. Alguns compradores profissionais – ou personal shoppers, como desejam ser chamados – se especializam em certas cidades do mundo e viajam com grupos de turistas. Uma bela forma de unir trabalho e lazer, não acha?

15. Seja conselheiro de carreira

Você passou décadas de sua vida em determinado setor da economia. Sabe muito bem o que o currículo de uma pessoa interessada deve conter, como ela deve se vestir, que livros deve ler, entre outros. Além disso, você possui uma miríade de contatos no setor. Esse conhecimento de pessoas e conexões vale ouro!

Venda todo esse material e experiência para jovens em busca do primeiro emprego ou a profissionais querendo uma recolocação. Pode ser uma segunda carreira bem lucrativa. Só não esqueça de levar em conta a realidade atual. Ninguém vai querer conselhos ultrapassados!

16. Considere tirar o carro da garagem para trabalhar para aplicativos de transporte

Mas, antes, faça as contas para ver se vale a pena! Muitas das pessoas que trabalham para o Uber e similares descobrem, da pior maneira possível, que pagaram para trabalhar. Coloque na ponta do lápis o gasto que você terá com combustível, desgaste do carro, de peças, horas disponíveis… tudo que conseguir imaginar, para ver se vale a pena.

Se o saldo for positivo, por que não? Você vai conhecer gente nova, ter um novo olhar sobre sua própria cidade, conversar sobre assuntos completamente diferentes e ainda alimentar seu caixa.

17. Considere também alugar quartos em sua casa

As residências compartilhadas vieram para ficar e trazer facilidade quando se aluga um imóvel. Essa é uma inovadora maneira de ganhar dinheiro depois de se aposentar, conhecida como economia compartilhada. O Airbnb funciona de maneira semelhante ao Uber, porém o objetivo dessa plataforma é alugar cômodos (ou o imóvel todo) em diferentes localidades do mundo.

Segundo Christian Gessner, diretor do Airbnb no Brasil, existem pessoas que estão ganhando mais dinheiro com aluguel do que com seus empregos. A avaliação é feita por usuários, sendo assim sempre mantenha a casa ou apartamento organizado e limpo e seja cordial ao receber as pessoas. Não bastassem todas essas facilidades, o Airbnb é uma troca de culturas, já que você receberá hóspedes de diferentes países e ainda, como bônus, pode fazer novas amizades.

18. Seja um cliente secreto

Procure agências de publicidade e de pesquisa e ofereça seus serviços como cliente secreto ou membro de focus group. Um cliente secreto é alguém que vai anonimamente a empresas e analisa o atendimento, a limpeza, a organização e assim por diante.

Focus groups são grupos de pessoas com determinadas características que testam e dão opinião sobre produtos e serviços. A demanda pode não ser altíssima, mas vai dizer que não é algo interessante de se fazer com tempo livre?

19. Fique de olho na oferta de trabalhos temporários

A maioria das empresas passa por meses ou épocas do ano em que seus serviços ou produtos estão em maior demanda. Pode ser o fim de ano para uma loja, o mês anterior à Páscoa para uma fábrica de chocolate, e assim por diante.

Um desses locais pode precisar de sua ajuda. Fique de olho em anúncios ou leve seu currículo para agências de emprego, especificando sua disponibilidade para trabalhos temporários.

20. Trabalhe com transcrições

Hoje em dia, muito da informação disponível está em vídeo – e, muitas vezes, esse vídeo precisa ser transcrito. O serviço também coloca no papel discursos, pronunciamento, Podcasts e outros. O inverso também acontece. O setor de audiolivros, por exemplo, ainda é incipiente no Brasil, mas tal situação pode mudar no futuro. De novo, procure por empresas de press-release, de trabalhos como freelancer, de comunicação e editoras.

21. Seja secretário/assistente virtual

Existem vários serviços que podem ser feitos somente com um computador conectado à internet. O secretário virtual organiza a agenda de pessoas ocupadas, marcar viagens e hospedagens em hotéis, pesquisa e realiza outros pequenos serviços que descomplicam a vida de qualquer um.

Ainda é uma profissão pouco conhecida no Brasil, entretanto no exterior tem ganhado muito espaço por ser um trabalho homeoffice — pode ser feito na própria residência. Considerada a profissão do futuro, você irá lidar com diferentes áreas como marketing, mídias sociais, atendimento, administração, etc.

É preciso entender que existe uma demanda de aumento para essa carreira em consequência do surgimento de microempreendedores e de startups com o objetivo de terceirizar serviços.

Dito isso, essa pode ser uma ótima opção para ganhar dinheiro depois de se aposentar. A plataforma Workana mostra as diferentes oportunidades nesse setor, e por lá você poderá se candidatar para uma ou mais oportunidades.

22. Seja um freelancer

Trabalhar como freelancer pode ser uma boa forma de ganhar dinheiro depois de se aposentar. Com uma rápida pesquisa no Google, é possível encontrar plataformas que fazem uma ponte entre você e o cliente. Existem muitas opções no mercado de trabalho independente como redator, revisor, editor de vídeos, design gráfico etc.

Então, se você tem alguma habilidade em que poderia investir mais tempo, essa pode ser uma grande oportunidade para faturar uma renda extra. Todavia, no trabalho como freelancer é essencial saber lidar com a ansiedade, pois trabalhos podem aparecer em excesso ou escassez.

Aprenda a organizar sua rotina ao entrar nessa ocupação e procure agir como um profissional autônomo. Com isso, o estresse e pressão serão evitados se tornado algo prazeroso de ser feito.

23. Venda algum imóvel que não utiliza

Tem um imóvel que não consegue alugar? Quer viver uma aventura com muitas viagens na sua aposentadoria? Vender a propriedade vaga ou até mesmo sua própria residência pode ser algo a se considerar. Com o valor resultante da venda, é possível colocar o dinheiro para render no mercado financeiro. Os dividendos gerados podem ser maiores que o seu atual custo de vida e superiores ao que seria arrendar a habitação.

Essa atitude ajuda a ganhar dinheiro depois de se aposentar. Com isso, pode-se viver viajando pelo mundo, o que é ideal para os aventureiros. Entretanto, é muito importante se programar com antecedência e avaliar bem ao fazer essa opção, já que envolve riscos.

24. Diminua os gastos recorrentes da sua rotina

Ao cortar despesas, não é necessário eliminá-las, apenas escolha a melhor opção. Dessa maneira, você vai conseguir gerar mais renda para desfrutar. Atualmente, serviços de streaming de vídeo têm um custo muito menor que a tradicional TV a cabo, e o streaming de música pode ser ideal para ter acesso a um catálogo gigante e economizar com mídia física.

A internet redefiniu o mercado de consumo e você pode contratar um personal trainer digital mediante aplicativos no seu celular. Assim, seus gastos com esse tipo de consumo serão muito mais econômicos do que frequentar uma academia.

Não tem mais dependentes financeiros? Considere cancelar sua apólice do seguro de vida. Limite-se a apenas um automóvel diminuindo gastos com manutenção e combustível. Além disso, você também pode diminuir gastos com restaurantes, presentes e resistir ao impulso de comprar coisas sem necessidade.

25. Realize uma mudança de residência

A taxa do condomínio está muito elevada? As contas de água e energia estão pesando sobre sua renda?

Uma boa ideia seria mudar para um local menor e com custo inferior, pois você não teria os mesmos gastos em relação a uma casa maior. É possível encontrar moradia em regiões serranas e litorâneas por um preço mais justo do que em uma metrópole.

26. Não deixe de exercer seus benefícios

Um jeito de ganhar dinheiro depois de se aposentar é usar a criatividade. Isso pode ser feito exercendo seus direitos: aposentados pagam meia-entrada em eventos culturais, musicais e clubes. Idosos não precisam gastar com transporte público e essa diminuição nos gastos pode ajudar a guardar dinheiro.

Estabelecimentos costumam dar descontos aos aposentados para adquirir carros ou qualquer bem material. Por isso, sempre faça uma pesquisa antes de realizar uma compra em algum local.

27. Trabalhe com artesanato

Essa fonte de renda extra tem a vantagem de gerar bons resultados e ainda ser algo prazeroso de se fazer. Se você tem habilidade manual para produzir peças de cerâmica, velas aromatizantes, customização de louças, crochê e trabalho com material reciclado, pode vendê-los em sites de e-commerce ou feiras locais.

Não é preciso ter um dom especial para realizar esses trabalhos manuais. Existem variados cursos digitais e presenciais sobre o assunto que vão te ensinar a fazer artesanato.

28. Crie um blog

Se você tem alguma formação e experiência, tente criar um blog para um determinado nicho de mercado. Essa opção é uma ótima forma de ganhar dinheiro depois de se aposentar, uma vez que sua renda é gerada por recurso de monetização com venda de e-books, consultorias, Google Adwords e posts patrocinados.

Empresas online criam sites e blogs em poucos minutos sem muito esforço, sendo necessário apenas escolher o layout desejado. Sendo assim, não é preciso muito esforço — inclusive pode ser feito em seu tempo livre.

29. Faça um pouco de vários desses itens

A chave de tudo é o poder de escolha, lembra? Então, crie sua própria lista de formas de se manter ativo e no mercado mesmo depois da aposentadoria tendo como ponto de partida a que apresentamos aqui. Dessa forma, sua aposentadoria tem tudo para ser mais divertida e lucrativa.

Tenha sempre em mente! Aposentadoria deve ser algo prazeroso, por isso se for fazer algo para ganhar uma fonte diferente de renda, prefira opções que não tragam estresse e te deixem feliz e realizado.

Comece agora mesmo seu projeto para ter uma renda extra na aposentadoria

Essas opções são apenas algumas disponíveis no mercado: você pode modificá-las de acordo com suas próprias ideias e criar diferentes projetos. Não existem regras, apenas a liberdade para escolher o que vai a você proporcionar contentamento e, é claro, uma nova fonte de dinheiro. A liberdade vem de fazer as coisas se quiser!

O artigo mostrou maneiras de ganhar dinheiro depois de se aposentar e vai ajudar você a ter uma iniciativa e colocar isso em prática. Independentemente do que for realizar, continuar trabalhando, de maneira adequada, depois de se aposentar, traz vantagens como melhorar o bem-estar físico e mental. Invista agora para obter a liberdade de escolher!

O que achou dessas dicas? Agora que você já conhece diversas formas de ganhar dinheiro depois de se aposentar, assista nossa aula sobre como investir em ações, com uma estratégia simples de ser aplicada. Assim, monte sua estratégia para ter a liberdade financeira que lhe permitirá desfrutar da aposentadoria.

Empreender ou investir: descubra qual a melhor opção para você!

empreender ou investir

Em tempos de crise, as pessoas buscam alternativas para se desvencilhar do cenário nada favorável e melhorar de vida. Casos concretos mostram que, mesmo nesse contexto, é possível driblar dificuldades e sair por cima empreendendo ou investindo! No entanto, qual seria a melhor opção, empreender ou investir?

Para ajudá-lo quanto a essa questão, falaremos sobre as duas opções que os brasileiros mais têm escolhido para aumentar os rendimentos médios. Para isso, analisaremos as vantagens e desvantagens de empreender e de investir, analisando o que é necessário em cada caso. Acompanhe e descubra o que é melhor para você!

Como tomar a melhor decisão entre empreender ou investir?

empreender ou investir

Para tomar a decisão é fundamental que você saiba como cada opção funciona e os desafios a serem percorridos. Depois, é necessário analisar as alternativas de acordo com as vantagens e desvantagens — o que faremos ao decorrer deste texto.

Por fim, é preciso avaliar qual das opções melhor se encaixa no seu perfil.

Também é importante avaliar os riscos que envolvem cada operação e dar preferência para uma decisão com poucos riscos, a fim de preservar sua estabilidade financeira e familiar.

Para ajudar nessa avaliação, recomendamos que você procure exemplos e histórias envolvendo os dois aspectos da moeda: empreender ou investir. É importante saber quais foram os principais desafios e encontrar algo com o que possa se identificar. Afinal, a razão é essencial para tomar uma decisão como essa.

Quais são as vantagens de empreender?

empreender ou investir

Abaixo estão os pontos positivos de montar um empreendimento. Leia-os atentamente para avaliar durante a sua decisão:

Aplicar habilidades

Todos possuímos alguma habilidade acima da média. É necessário encontrar esse diferencial e investir nele para que haja um retorno, seja para ganhar amigos, status ou até mesmo dinheiro! Isso acontece para talentos distintos, como saber cozinhar, desenhar, ser bom em esportes, cálculo etc.

Entretanto, poucas pessoas têm a chance de aplicar uma habilidade de destaque, mas tudo fica mais fácil ao abrir um empreendimento próprio.

Nesse caso, o objetivo é usar a habilidade para produzir algum bem ou serviço para outras pessoas consumirem. Se você tem um talento reconhecido pelas pessoas à sua volta, que tal investir nele?

Fazer algo que você gosta

Trabalhar com o que gosta é o sonho de muitas pessoas. Entretanto, por conta dos percalços da vida, poucas vezes temos essa oportunidade. Mas essa possibilidade aumenta quando nós mesmos nos organizamos e nos tornamos nossos ‘chefes’.

Vários estudos apontam que trabalhar com o que gosta aumenta o nível de felicidade e as chances de o empreendimento dar certo. Então, se for montar algo, comece com aquilo que é familiar e que seja prazeroso.

Faça pesquisas de mercado, de rentabilidade e mantenha tudo bem planejado. Com dedicação o resultado aparece.

Quais são as desvantagens de empreender?

empreender ou investir

Nem tudo são flores. Nossas decisões têm um lado positivo e um lado negativo, e ambos precisam ser conhecidos para uma melhor avaliação.

Muito trabalho e falta de tempo para a família

Todo dono de empreendimento sabe que começar e manter um negócio não é fácil. Abre-se mão de muitas coisas, como o tempo com a família.

É preciso que você esteja disposto a abrir mão de momentos de lazer e de carinho com a família para trabalhar no seu negócio em busca de seus objetivos. Lembre-se: a vida passa rápido e a sua decisão precisa ser muito refletida.

Alto Risco

O cenário para abrir um empreendimento no Brasil não é nada bom, e vários estudos apontam essa direção. Alta Burocracia, altos impostos e insegurança pública são os maiores obstáculos para o empreendedor no Brasil.

Esses fatores pesam tanto que, além de desanimar o empreendedor, podem arruinar toda a construção do projeto, por melhor que ele seja.

Quais são as vantagens de investir?

empreender ou investir

Começaremos com as vantagens, que são basicamente menor necessidade de dedicação de tempo, diversificação do investimento, maior segurança e manutenção da rotina.

Menor dedicação do seu tempo

Ao contrário de empreender, que precisa de muito investimento do seu tempo, investir é muito simples e vai exigir pouco do seu dia a dia.

Graças à tecnologia, esse processo ficou bastante prático e você pode fazê-lo em casa — e o melhor de tudo, conseguindo bons rendimentos!

Diversificação

Ao contrário de empreender, em que você costuma trabalhar com apenas um tipo de serviço ou material, os investimentos podem ser diversificados, o que aumenta a segurança do seu dinheiro.

  • Por exemplo: ao empreender, você pode abrir um negócio com algo que esteja em alta no momento, mas que com o passar dos anos mude de cenário, fazendo com que você abandone os negócios ou recicle o espaço — o que gera despesas e mais dedicação de tempo.
  • Já o investimento comporta uma diversificação maior. Você pode investir em vários tipos de negócios, assim como em várias opções de renda fixa (tesouro direto, CDB etc.) ou renda variável (ações, câmbio etc.).

Mais segurança

Ao aplicar seu dinheiro em investimentos, você estará mais seguro, pois boa parte deles, principalmente os de renda fixa, têm alto nível de segurança e retornos garantidos.

Não necessita de mudanças radicais na rotina

Para investir não é necessário que você mude toda a sua rotina e a da sua casa. Como já falamos, atualmente o processo está bastante simples e você pode fazer e gerenciar os seus investimentos no conforto do próprio lar.

Quais são as desvantagens de investir?

empreender ou investir

Abaixo está a principal desvantagem de fazer investimento.

Rentabilidade baixa dependendo do investimento

Alguns investimentos, como a poupança, rendem um valor bem abaixo de outras opções de renda fixa e variável. Entretanto, para se livrar desses baixos investimentos, basta pesquisar e conhecer as opções mais rentáveis.

E agora, qual a melhor opção, empreender ou investir?

Não há melhor opção. Cada uma delas pode ser mais vantajosa que a outra, de acordo com o seu perfil, e você deve sempre levá-lo em consideração. Entretanto, em um momento de crise, o ideal é que você não tome atitudes de alto risco, como empreender — que requer alto investimento inicial.

Também há como fazer as duas coisas simultaneamente. Com menos de 50 reais você consegue se tornar sócio de boas empresas (como o banco Itaú, Porto Seguro, Localiza, Grendene) e receber parte dos lucros na forma de dividendos.

Dessa forma, quanto mais a empresa crescer, melhor para você e seu patrimônio.

No cenário atual, entre empreender ou investir, vale considerar investir por conta própria, pois há a vantagem de evitar conflito de interesses com os gerentes de bancos, assessores de investimentos e casas de análises.

Gostou do texto? Então, que tal visitar nossa página, conhecer nossa aula gratuita sobre investimentos e aprender como ganhar de R$ 1.000,00 a R$ 5.000,00 em dividendos?! Sua presença será muito bem-vinda!

Aprenda como economizar dinheiro agora mesmo!

Muitos brasileiros procuram saber como economizar dinheiro para aumentar sua qualidade de vida e cuidar do futuro. Embora muitos acreditem que poupar e investir é um processo muito trabalhoso, na realidade, não é bem assim que funciona.

Em primeiro lugar, é necessário fugir dos péssimos investimentos bancários, que têm muitas taxas administrativas e baixo retorno financeiro. Para tal, é necessário começar a investir por conta própria.

Ainda que você goste de contar com um especialista, deve buscar educação financeira pessoal. Caso contrário, esses especialistas podem indicar investimentos ruins, e você não saberá identificá-los.

Organizamos aqui algumas dicas para você começar a poupar e investir, garantindo um aumento dos seus ganhos e maior qualidade de vida.

Confira!

O que devo fazer para começar a poupar e investir?

como economizar dinheiro guiainvest

É preciso desmitificar o fato de que é necessário muito conhecimento técnico para economizar e investir. Alguma disciplina é demandada e bem-vinda, mas nada de outro mundo! Falaremos, agora, sobre algumas dicas que você deve levar em consideração.

Registre todas as despesas mensais

Antes de começar a poupar e investir, você deve anotar todos os seus gastos de forma organizada. Isso auxilia o planejamento. Veja quais são as despesas essenciais, quais são os gastos supérfluos e calcule mais ou menos quanto você consegue poupar por mês se cortasse-os.

Defina um orçamento mensal

Após fazer o registro das suas despesas orçamentárias, você deve definir um orçamento médio mensal. Essa etapa também auxilia no planejamento financeiro mensal e ajuda a prever os valores que podem ser poupados por mês.

Eduque-se financeiramente

Ao contrário do que boa parte das pessoas pensa, não é difícil investir por conta própria. Para começar, basta ter algumas noções de investimento e você já será capaz de selecionar e aplicar em modalidades rentáveis e promissoras. Além disso, algumas ferramentas já existem para auxiliá-lo nesse processo.

Determine uma porcentagem dos seus recebimentos para poupar

Essa porcentagem varia de pessoa para pessoa, mas, segundo fontes, como o livro “O Homem mais rico da Babilônia”, você deve poupar um mínimo de 10%. Segundo o autor do livro, essa é uma quantidade que todos conseguem economizar, sem que, para isso, seja necessária uma queda brusca do padrão de vida.

Crie metas financeiras

Você deve caminhar com um objetivo a ser alcançado. O mesmo acontece quando decide iniciar a vida nos investimentos. O resultado é menos efetivo quando você apenas poupa por poupar. Estabeleça metas e reflita sobre as razões que o levaram a desejar por iniciar uma economia.

Entre as metas, você pode incluir a sua aposentadoria, a aquisição de uma casa nova — casa de campo, casa de praia etc. — um carro novo, entre outras.

Evite gastos supérfluos

Os gastos supérfluos são o inimigo número um de todo poupador. Para livrar-se deles, é necessário ter muita disciplina e dedicação. O mapeamento dos gastos mensais ajuda bastante nessa tarefa, pois o auxilia a perceber o tamanho das despesas com materiais não necessários.

A partir disso, você começa a se questionar sobre o porquê de gastar tanto em coisas tão rasas e fortalece o sentimento de que é necessário cortar essas despesas. Contudo, isso não significa que você deve abrir mão dos seus hobbies. Lembre-se de que lazer é importante, e supérfluo é aquilo de que realmente você não precisa!

Quais são os tipos de investimentos mais adequados?

como economizar dinheiro

Agora que você já sabe como poupar o seu dinheiro, vamos dar algumas dicas de investimentos. Listamos as opções mais seguras e confiáveis. Com o tempo, você vai ganhando experiência e pode dinamizá-las ainda mais.

Fundo de investimentos em renda fixa

Essa etapa é muito indicada para você. Isso porque, ao investir dinheiro em um fundo, seu ativo passa a ser gerido por um grupo de profissionais, que o aplicam e fazem a gestão do montante da maneira mais correta possível, retornando uma porcentagem dos lucros diretamente a você. Entretanto, o mais recomendado é que você invista o seu dinheiro diretamente, conseguindo, assim, um retorno maior.

Tesouro direto

Essa modalidade se dá com a aplicação de dinheiro, por meio de compra de títulos, para que o governo realize obras de infraestrutura e serviço no país. Gera um retorno de renda fixa bastante satisfatório e seguro.

Imóveis

Essa modalidade de investimento é mais indicada para quem já está no mundo dos negócios há algum tempo. Os imóveis podem ser utilizados como elementos especulativos, quando você aguarda, por exemplo, que se valorizem com o tempo e com a implantação de empreendimentos de infraestrutura e serviço na região — públicos, como praças, malha viária, metrô — ou privados, como shoppings, supermercados e outros.

O imóvel também pode ser utilizado para ser posto para alugar e, com isso, você adquire uma renda mensal. Por fim, eles são um ótimo elemento de barganha para adquirir empréstimos e financiamentos perante instituições financeiras.

Mercado de ações

Esse mercado pode ser bastante rentável, e, ao contrário do que muita gente pensa, pode ser desvendado de maneira rápida e simples. Com a utilização das ferramentas corretas, você pode selecionar as melhores ações do mercado em pouquíssimo tempo!

Qual a melhor forma para começar a investir?

como economizar dinheiro

Há apenas um caminho para fugir de péssimos investimentos bancários, com suas altas taxas administrativas no fundo de investimento: aplicar por conta própria em investimentos rentáveis e seguros, como o Tesouro Direto e ações, que, graças ao acesso à informação e à informatização, tornaram-se muito práticos de serem executados.

Opte por empresas de confiança, com experiência no mercado e que ofereçam materiais — e-books, por exemplo — que entreguem essas instruções. Quando possível, visite a empresa, faça buscas por ela nas redes sociais e ouça o feedback de outros clientes a respeito.

Sendo assim, como economizar dinheiro é a questão que envolve muitos lares brasileiros, mas você viu, com este texto, que essa tarefa não é impossível, desde que você esteja focado e dedicado a uma meta clara e objetiva. Que tal começar esta semana mesmo? Boa sorte!

Gostou do texto? Para inspirá-lo a ser um poupador, sugerimos que leia nosso outro artigo que mostra a história do Vladimir, que conseguiu um rendimento de 40% em um ano. Que tal se tornar o próximo “Vladimir”?

Como Abrir uma Conta na Corretora

Se você chegou até aqui, é porque sabe que este é o primeiro passo para uma vida financeiramente livre. Mas, na prática, como abrir uma conta na corretora? É o que irei explicar neste artigo.

Vamos lá?

Como Abrir uma Conta na Corretora

Vou usar como exemplo a corretora Clear por dois motivos: um, é a corretora que eu e grande parte da equipe do GuiaInvest utilizamos e, dois, na minha opinião, é a corretora com o melhor custo benefício (não cobra taxa de corretagem). 

Para abrir a conta é muito simples:  você só precisa de um computador, seu CPF e um acesso a internet.

1) Acesse o site da corretora escolhida e clique em Abrir Minha Conta.

2) Preencha com os seus dados pessoais, e não esqueça de ter em mãos o seu Documento de Identidade (seja ele RG ou CNH).

Após tudo preenchido, clique em Próximo.

3) Preencha os dados com os seus documentos pedidos

E mesma coisa, clique em próximo. 

4) Preencha com seus Dados Residenciais

Após concluído, clique em Próximo.

5) Agora, preencha com seus Dados Bancários

como abrir uma conta na corretora

Observação: se você não possuir algum dos itens pedidos, como por exemplo, “Aplicações” basta digitar 0,01. O mesmo vale para os demais itens a serem preenchidos.

Após finalizado, clique em Próximo!

6) Nesta tela, preencha seus Dados Profissionais

como abrir uma conta na corretora

Observação importante: se você for estudante e ainda não tiver emprego, tudo bem! Basta escrever “Estudante” no campo Ocupação Profissional.

7) Pronto! Seus dados serão enviados para análise

Quando uma imagem como essa aparecer, é só esperar o e-mail da corretora confirmando a sua abertura de conta, ou pedindo para você enviar alguns documentos digitalizados.

Parabéns!

Você deu o primeiro grande passo para a sua Liberdade Financeira!

Sua conta estará aberta em até 48 horas e você já poderá começar a investir. Eles enviarão para você o login de acesso, como o número da conta do banco, uma senha e uma assinatura eletrônica, que é uma segunda senha de proteção. Importante você ter salvo todos esses dados para utilizar depois.

Antes de executar sua primeira ordem de compra na Home Broker, dentro do site da corretora, você precisa transferir o dinheiro da conta do seu banco para a conta da sua corretora. Como mencionei, ao se cadastrar numa corretora, é criada uma conta-corrente, em seu nome, para que você possa gerenciar seus investimentos.

Para transferir o dinheiro da sua conta para a corretora, há três opções: via DOC ou via TED. Cuidado com os custos aqui!

Verifique no seu banco qual é a tarifa cobrada pelo serviço de transferência. DOCs e TEDs realizados via Internet são mais baratos do que os realizados via agência bancária.

Verifique, também, se você tem um pacote de serviços no banco, que lhe dê a isenção de um DOC ou um TED por mês.

Agora, é só começar a investir e lucrar. 🙂

Vou deixar aqui embaixo mais alguns artigos que julgo que você possa achar interessantes. E qualquer dúvida, é só enviar para contato@guiainvest.com.br

Será mesmo que é preciso muito conhecimento para investir em ações?

Investir em ações é arriscado?

Como Investir em Ações Com Pouco Dinheiro

E se você já estiver se sentindo preparado para dar passos largos rumo a riqueza com os investimentos, eu tenho um presente.

Baixe gratuitamente o nosso e-book com o Plano Definitivo para a sua Liberdade Financeira clicando aqui.

Um abraço e até o próximo artigo!

O GuiaInvest não possui nenhum vínculo ou contrato com a corretora mencionada no artigo.

Conteúdo atualizado em 26 de setembro de 2018

Entenda quanto rende a poupança e como escolher a melhor aplicação

quanto rende a poupança e qual a melhor aplicação

Você realmente sabe quanto rende a poupança? Conhecida por ser prática e bastante acessível, ela é a escolha de muitas pessoas na hora de economizar dinheiro. No entanto, será que vale mesmo a pena fazer essa opção?

Pensando nessa questão, preparamos este artigo. A seguir, você entenderá qual é a rentabilidade da caderneta de uma vez por todas. Além disso, mostraremos outras possibilidades de investimento.

Para saber mais sobre o tema, continue a leitura!

Como funciona a poupança?

vale a pena investir na poupança segura

Oferecida a empresas e pessoas físicas, a poupança é o investimento mais popular entre os cidadãos brasileiros. Tal fama se deve, em grande parte, à praticidade da caderneta, já que muitos bancos oferecem contas correntes vinculadas a ela. Em termos resumidos, transferir dinheiro para a poupança é um processo bastante simples.

Outro ponto que pode ser tratado como um atrativo dessa modalidade é a liquidez: é possível retirar seu patrimônio da conta a qualquer momento. Além disso, seus rendimentos são isentos de Imposto de Renda (IR) e sofrem correções mensais. Por esses e outros motivos, trata-se do alvo preferido dos investidores iniciantes.

Como é calculado seu rendimento?

Seu rendimento é obtido a partir de uma regra básica — quando a Taxa Selic está acima de 8,5% ao ano, ele é de 0,5% ao mês, mais a Taxa Referencial (TR). Vale lembrar que a TR é um indexador que tende a zero, ou seja, praticamente não faz diferença na rentabilidade da poupança.

Quando a Selic está abaixo de 8,5%, a caderneta rende 70% dessa taxa (mais a TR). À primeira vista, o cálculo pode até parecer complexo. Mas, na próxima seção deste artigo, explicaremos como ele pode ser aplicado na prática.

Quanto rende a poupança atualmente?

Para conseguir essa informação, é preciso verificar a Taxa Selic, conforme explicamos no tópico anterior. Hoje, ela está em 6,5% ao ano. Consequentemente, a caderneta de poupança está rendendo cerca de 4,55% ao ano (70% da taxa Selic + TR).

Atualmente, isso significa um rendimento de menos de 0,40% ao mês. Isto é: se você depositar R$ 1000,00 e precisar retirar esse dinheiro em 2 meses, ele terá rendido menos de R$ 4,00 — o que é muito pouco, concorda? Em contrapartida, a inflação acumulada dos últimos 12 meses registra uma alta de 4,4% ao ano.

Mostraremos, a seguir, qual é a relação entre essas duas porcentagens e por quais motivos você precisa acompanhá-las de perto.

Por que a poupança NÃO É o melhor investimento de Renda Fixa existente?

quanto rende a poupança

A resposta para essa questão é muito simples e direta: porque ela rende pouco. Se você deseja alcançar bons ganhos com seus investimentos, tenha em mente que isso não será possível por meio da caderneta.

O que agrava a situação é o fato de que a poupança praticamente não acompanha a inflação — que é a variação geral de preços dos produtos e serviços brasileiros. Ou seja: por mais que seu dinheiro renda um pouquinho, ele está perdendo o poder de compra.

Para exemplificar, imagine que você depositou R$ 2.000,00 e, depois de um ano, resolveu tirá-los da poupança. Essa quantia, somada aos rendimentos obtidos, dificilmente bastará para comprar algo que valia R$ 2.000,00 no momento do depósito. Afinal, se o dinheiro da poupança cresce, tenha em mente que os preços dos itens que compramos no dia a dia também se elevam.

Outra desvantagem da poupança é que sua remuneração acontece uma vez por mês, na chamada data de aniversário — ela é calculada de acordo com o último depósito que você fez. Se você sacar algum valor antes desse dia, toda a rentabilidade mensal é perdida.

Existem, atualmente, diversas opções de investimentos em Renda Fixa, que representam a modalidade mais segura. Ao investir nelas, assim como acontece com a poupança, você consegue estimar quanto seu dinheiro renderá em um determinado intervalo de tempo.

No Tesouro Direto, há uma série de alternativas do gênero. O Tesouro Selic, por exemplo, garante que a pessoa ganhe 100% do CDI (Certificado de Depósitos Interbancários) — indicador que segue a Taxa Selic, definida pelo Banco Central.

Investir no Tesouro Direto é seguro?

Sim! Aliás, investir em títulos como o Tesouro Selic é mais rentável e seguro do que aplicar quantias na poupança.

Na prática, quando você transfere dinheiro para sua caderneta, é como se emprestasse aquele valor ao banco responsável em troca dos juros e correções, que são depositados em sua conta. Em contrapartida, quem investe em títulos públicos “empresta” dinheiro ao Tesouro Nacional, que é uma instituição maior, mais sólida e, portanto, mais segura do que os bancos.

Quais são as melhores opções para investir com segurança e ter uma rentabilidade melhor?

quanto rende a poupança

Como você já sabe que os rendimentos da poupança deixam a desejar, é hora de conhecer algumas alternativas para investir com segurança e ganhar mais.

Tesouro Direto

Conforme destacamos no tópico anterior, trata-se de uma das melhores opções. Além do baixo risco de crédito, o Tesouro Direto disponibiliza diversos tipos de títulos às pessoas que investem. Assim, você pode aplicar de acordo com suas necessidades relativas a prazos, liquidez e afins.

Outra vantagem é que esses ativos são muito acessíveis: a partir de R$ 30,00 por mês, você já consegue investir e ver seu dinheiro rendendo mais no Tesouro do que se estivesse na poupança. Algumas de suas variações mais populares são:

  • Tesouro Selic (rende de acordo com a Taxa Selic);
  • Tesouro IPCA (rende de acordo com a inflação, somada a uma taxa);
  • Tesouro Prefixado (tem apenas uma taxa prefixada e invariável, isto é, você sabe exatamente quanto receberá).

CDBs

Os Certificados de Depósitos Bancários, mais conhecidos como CDBs, são títulos emitidos pelos bancos. Como se trata de uma modalidade bem simples de lidar, é amplamente recomendada para quem está dando os primeiros passos no mundo dos investimentos.

O CDB pode ser uma boa escolha para curto, médio e longo prazo. Sua rentabilidade está ligada ao CDI (Certificado de Depósito Interbancário) e ele pode render bem mais do que a poupança. Ainda assim, certifique-se de que o CDB escolhido renda 100% da taxa Selic, no mínimo. Caso contrário, o investimento pode não valer a pena.

Ações da Bolsa

Ao contrário do que muita gente pensa, é possível investir em ações da Bolsa de Valores com pouco dinheiro e de forma segura. Além disso, quem visa ao longo prazo e tem paciência pode se beneficiar com suas oscilações.

Se você tem objetivos distantes e pretende investir pelos próximos 10 anos, considere que o sobe e desce das ações tende a ser irrelevante para seus ganhos. Uma pessoa só perderá dinheiro se vender suas ações no prejuízo ou agir precipitadamente.

Caso você tenha um perfil conservador em relação aos investimentos, os títulos do Tesouro e os CDBs são ótimas saídas. Porém, se almeja obter ganhos mais significativos e aceita lidar com riscos maiores, as ações podem valer a pena.

Por isso, não se esqueça de ponderar quais são seus objetivos com os investimentos. Para quem deseja transformar o ato de investir em um hábito, a Bolsa é uma alternativa promissora, já que pode ajudar a aumentar a renda mensal. O Tesouro, por sua vez, é mais rentável e seguro do que a poupança, além de bastante acessível.

Enfim, agora que você já entendeu quanto rende a poupança, que tal considerar as outras aplicações? Investir nelas pode ser mais simples do que parece e, como vimos, é possível alcançar ótimos rendimentos dessa forma.

Se quiser saber mais sobre o assunto e conquistar sua liberdade financeira, confira o webinário 3 Passos para conquistar a sua Liberdade Financeira!

Será um prazer ajudar você.

10 Dicas Práticas para Criar uma Renda Extra

como criar uma renda extra

Criar uma Renda Extra é muito mais fácil do que você imagina. Não se dê por satisfeito com o seu salário, se você pode construir novas fontes de renda.

Seja para investir mais dinheiro, seja para fazer mais viagens, seja para alguma mudança, férias, estilo de vida.

1) Inscreva-se no AirBnb

como criar uma renda extra

O AirBnb é um serviço que vem mudando as hospedagens no mundo todo. Através dessa ferramenta, você pode criar uma Renda Extra oferecendo sua casa, apartamento ou até mesmo um quarto para viajantes que buscam uma acomodação mais em conta ou com mais privacidade.

Criar um anúncio é muito simples e totalmente gratuito: você descreve o espaço que tem a oferecer, quantos hóspedes pode acomodar, fotos e todas as informações que puder. Eles ainda oferecem uma ferramenta de preços, onde é feita uma pesquisa na região e é sugerido a você o preço mais adequado – mas a decisão final é sempre sua.  Saiba mais sobre como fazer dinheiro com o AirBnb aqui.

2) Escreva um e-book

como criar uma renda extra

Todo mundo é dotado de certos conhecimentos, tenho certeza que este também é o seu caso. Já parou para pensar que o que você sabe pode ajudar outras pessoas? Talvez o seu conhecimento, sobre qualquer coisa que seja, tenha mais valor que você imagina.

Se estiver precisando de uma Renda Extra, pense em escrever um e-book (livro digital). Você terá menos trabalho e custos do que um livro físico, pois poderá fazer tudo do conforto da sua casa, vendê-lo apenas pela internet e mal se preocupar com a entrega, pois essa será feita por e-mail. Se você precisa de um empurrãozinho, neste site eles fornecem um passo a passo completo para você começar hoje mesmo.

3) Crie um curso na Udemy.com

como criar uma renda extra

Ainda no intuito de ganhar dinheiro através de um conhecimento que você já possui, se você não tiver o dom da escrita, que tal criar um curso em vídeo? Plataformas como a Udemy permitem este tipo de oportunidade.

Para criar o seu curso você pode seguir um passo a passo completo oferecido pela própria ferramenta, que você encontra aqui, e após enviado ele passará por uma avaliação. Se for aceito nos quesitos obrigatórios do checklist de qualidade do curso, você receberá um feedback na sua página pessoal dentro da plataforma e pronto: é só começar a ganhar dinheiro. Saiba mais informações aqui.

4) Venda templates de Photoshop

como criar renda extra

Se você tem noções de design e artes gráficas, pode vender templates de Photoshop na internet que facilitem o trabalho de outros designers, publicitários, etc. Você pode criá-los pelo seu computador e disponibilizá-los em diversos sites voltados para a prática publicitária ou até mesmo no Mercado Livre.

Não esqueça de sempre divulgar o seu trabalho: criar uma renda extra não é modo automático (infelizmente), é preciso pelo menos um mínimo de dedicação da sua parte. Para saber mais sobre a criação e venda de templates, deixei um link bem interessante aqui.

5) Inscreva-se no DogHero

como criar uma renda extra

Na mesma onda do AirBnb, o DogHero chegou para mudar a maneira de hospedagem dos cachorros quando os donos viajam. Esta é uma excelente maneira de criar uma Renda Extra e ao mesmo tempo receber muito carinho dentro de casa: nada melhor que um cãozinho para trazer alegria.

Este serviço é muito interessante também para aquelas pessoas que ainda não possuem condições de adotar um animalzinho, mas ao mesmo tempo sentem falta de ter um. Com o DogHero, você hospeda cachorros de famílias que procuram o serviço por um tempo determinado, se diverte e ainda recebe dinheiro por isso. Não parece ótimo? Saiba mais sobre como ser um anfitrião de cães aqui.

6) Compre Equipamentos para Alugar

como criar uma renda extra

Quantas vezes você já viu aquelas lojas de aluguel de pranchas de surf e stand up paddle nas praias mais badaladas? É um excelente exemplo para criar uma Renda Extra! Neste caso, você precisa de um certo capital para começar, mas poderá reaver o valor investido ainda no primeiro ano de funcionamento.

Além do dinheiro, você poderá se divertir passando mais tempo fazendo algo que normalmente tinha como hobbie mas que agora também traz dinheiro para a sua família. Não parece o máximo?

7) Venda Conteúdos no Shutterstock

como criar uma renda extra

Shutterstock é o provedor líder global de fotos, imagens, vídeos e músicas livres de direitos autorais, com alta qualidade, que são usados para diversos fins, como  por exemplo publicidade e educação. Se você for criador de um desses formatos de conteúdo, poderá disponibilizá-los na plataforma para venda.

Dessa forma, você recebe dinheiro toda vez que o seu conteúdo é baixado e utilizado por outra pessoa. Através do Shutter, você pode criar uma Renda Extra ainda maior indicando colaboradores e novos clientes. Para saber mais sobre como tornar-se um colaborador do maior banco de imagens licenciadas do mundo, basta clicar aqui.

8) Saia das Dívidas

como criar uma renda extra

Bom, aqui nem preciso falar muito, certo? Sair das dívidas não vai criar uma Renda Extra imediata para você, mas vai fazer com que você não gaste cada vez mais dinheiro tentando pagar dívidas que são viradas em juros. Um dos mais importantes princípios da riqueza é pagar todas as suas dívidas sempre, antes de qualquer outra coisa.

E veja bem: uma dívida não é apenas aquilo que você não tem capacidade de pagar, e sim tudo aquilo que você adquiriu mas ainda está pagando. Esforce-se para guardar um dinheiro e adiante sempre as parcelas que conseguir. Muitas vezes, fazendo isso, você recebe até descontos. Não é criar uma renda extra, mas é evitar gastar um dinheiro desnecessário. Faz sentido pra você também?

9) Receba Dividendos das Empresas

como criar uma renda extra

Ah, essa é a parte que eu mais gosto! Dividendos são parte do lucro das empresas que são distribuídos aos acionistas. Comprar uma ação é comprar uma pequena porcentagem de uma empresa, tornando-se sócio dela. Para criar uma Renda Extra com dividendos é bem simples: basta comprar ações de boas empresas pagadoras de dividendos e aguardar a data do pagamento.

Se você é um leitor assíduo do GuiaInvest, certamente já ouviu algum de nós falando sobre isso… Nós possuímos, inclusive, uma ferramenta gratuita com um checklist automático para avaliação das empresas pagadoras de Dividendos, que você pode conferir aqui. Se quiser saber mais sobre esta modalidade de renda, assista a essa nossa aula gratuita.

10) Receba Aluguéis de Fundos Imobiliários

criar uma renda extra

Também uma das minhas maneiras preferidas de criar uma Renda Extra: receber aluguéis de imóveis que você não comprou! Oi? Sim, isso mesmo! Comprar um imóvel traz um gasto inicial tremendo, e você ainda corre o risco de não conseguir hóspede para alugá-lo. Se isso acontece, o seu imóvel, que era para gerar renda extra, se torna um peso no seu orçamento, pois o condomínio e mais algumas contas não deixarão de chegar.

Através dos Fundos Imobiliários, você consegue, por um valor infinitamente menor, comprar pequenas parcelas de um imóvel e receber uma Renda Extra do seu aluguel. E detalhe: você pode comprar FIIs tanto de desenvolvimento de empreendimentos imobiliários ou de imóveis prontos, como edifícios comerciais, shopping centers e hospitais. Se você quiser saber mais sobre os Fundos Imobiliários, nós temos uma excelente notícia.

Muito em breve, estaremos lançando o nosso primeiro curso de Fundos Imobiliários, chamado o Método Red Box. Se você quiser receber o aviso do lançamento em primeiríssima mão, é só clicar aqui (você precisa ter uma conta ativa no facebook).

Pronto para Criar uma Renda Extra?

Se você quiser dar o pontapé inicial agora mesmo e Dobrar a Sua Renda Com Dividendos, eu tenho um convite. Participe da nossa última masterclass gratuita, que tem feito tanto sucesso entre os nossos alunos. Veja bem o que a Sueli já conquistou após esta aula…

como criar uma renda extra dividendos

Quer ser o próximo criar uma Renda Extra com Dividendos? Então clique aqui e inscreva-se gratuitamente para a nossa Masterclass Dobre Sua Renda.

Abraço e bons investimentos!

7 Dicas para Investir em Ações por Conta Própria

7 dicas para investir em ações por conta própria

Este artigo é um guia prático para quem quer investir em ações e ter uma taxa de retorno de 15% ao ano ou mais, sem correr riscos desnecessários.

Toda a nossa filosofia de investimentos é baseada em um método simples. Queremos que pessoas comuns e iniciantes possam investir tranquilamente, sem ter que se preocupar com o sobe e desce da bolsa e sem ter que passar o dia inteiro de olho em gráficos.

Na verdade, o que ensinamos é uma forma bem conservadora de se investir em ações. Acreditamos que pessoas comuns possam ter retornos acima da renda fixa sem ter que correr riscos, nem ter que ficar torcendo pela cotação das suas ações subirem.

E sinceramente, investir em ações não deve ser algo emocionante.

Tratamos investimento em ações como um hábito de rotina, como higiene pessoal, como prática de exercícios físicos, como consultas médicas periódicas, etc.

Mas o que queremos dizer com isso?

Queremos dizer que investir regularmente faz bem e você deve fazer isso sempre, pois só assim irão aparecer os resultados desejados.

Agora perguntamos: isso não parece muito mais razoável do que aquela ideia que propagam que o mercado financeiro é uma loucura, com gráficos complicados, com termos complexos e com gritos de “compra” e “vende”?

Se sua resposta foi positiva, fique aqui e leia esse artigo até o final. Lendo esse artigo até o final você vai saber:

  1. O que significa, na prática, investir em ações
  2. Os riscos de se investir em ações
  3. Quais os principais benefícios de se investir em ações
  4. Qual o tipo ideal de ação para você comprar
  5. Como reduzir os riscos do investimento em ações
  6. Por quanto tempo você deve investir em ações
  7. As corretoras de valores que mais gostamos (e como comprar uma ação nela)

 

1 – O que significa, na prática, investir em ações

Quando você compra uma ação, na prática, você adquire uma participação em uma empresa, se tornando um sócio.

Como você é um sócio, tem direito a receber a distribuição dos lucros aos acionistas através dos dividendos e juros sobre capital.

Você deve sempre lembrar disso ao investir em ações.

Entrar no mercado de ações com essa mentalidade já é capaz de reduzir enormemente os riscos que você assume.

Pense que uma vez que você decide comprar ações para ser sócio de uma empresa, você vai querer estar participando de boas companhias, com bom histórico de resultados financeiros. Antes de olhar para a cotação de uma ação na bolsa, é fundamental ter atenção à qualidade da empresa.

 

2 – Os riscos de se investir em ações

O mercado financeiro é movido por pânico e euforia.

Mesmo que uma ação não apresente nenhum motivo razoável, sua cotação pode cair 10%, 20%, 30% em poucos dias por um movimento de manada. Da mesma forma que isso pode ocorrer no sentido contrário: uma ação sem nenhum motivo razoável pode disparar, que é o que acontece em bolhas especulativas.

Esses movimentos, na verdade, falam sobre o humor do mercado, não exatamente sobre o que está acontecendo nessa ou naquela empresa.

O grande risco nesses momentos é o investidor se assustar com alguma queda brusca e vender as ações no prejuízo. Infelizmente, isso é uma armadilha que muitos investidores acabam caindo, criando traumas que impedem eles de voltarem a investir na bolsa de valores posteriormente.

Por isso, o GuiaInvest acredita que a melhor forma de você começar a investir na bolsa é utilizando a abordagem de ser sócio de bons negócios. Isso não só reduz o risco das suas operações, como também permite que você tenha um comportamento mais racional nos seus investimentos.

 

3 – Quais os principais benefícios de se investir em ações

O grande benefício de investir em ações é se tornar sócio de negócios sólidos, lucrativos e que geram valor ao acionista em forma de dividendos.

Na B3 (Brasil, Bolsa e Balcão), você pode adquirir ações de empresas consagradas, como Ambev, Itaú, Banco do Brasil, Petrobras, Vale, etc.  Claro que isso não é uma recomendação de compra das ações dessas empresas, mas servem de exemplo que você pode ser sócio de empresas que estão presentes no seu dia-a-dia.

 

4 – Qual o tipo ideal de ação para você comprar

A forma mais simples e efetiva de investir em ações é mantendo o foco em empresas de qualidade.

No item 1, já esclarecemos: compre ações de empresas que você deseja ser sócio. Para isso, é importante escolher negócios lucrativos para fazer parte, isto é, com histórico consistente de lucros, baixo endividamento, boa gestão administrativa e boa governança.

É importante observar também se a empresa possui histórico de pagamento de dividendos aos acionistas.

Lembre: antes de querer se perguntar se alguma ação está barata, fique atento à qualidade.

É preferível comprar um bom negócio a um preço razoável do que comprar um negócio razoável a um bom preço.

 

5 – Como reduzir os riscos do investimento em ações

Existem formas bem simples de minimizar os seus riscos.

A primeira é a mais importante: você não terá apenas ações, mas sim terá de equilibrar uma carteira entre renda fixa (Tesouro Direto) e renda variável (ações de boas empresas).

A segunda forma é a diversificação. Você não terá ações de uma única empresa, tampouco terá ações concentradas em um único setor.

O ideal é você ter entre 8 e 12 ações. Mais do que isso será difícil de controlar. Menos do que isso deixará você com um portfólio concentrado.

Você não precisa ter empresas de todos os setores, mas é bom ter ao menos 4 setores diferentes. Para citar alguns exemplos, existem ações do setor financeiros, setor elétrico, setor de alimentos, setor de construção, etc.

Escolher ações que pagam bons dividendos historicamente é uma boa forma de minimizar o risco. Primeiro porque historicamente elas possuem menos volatilidade que ações que não pagam e, segundo, porque elas geram um fluxo de caixa recorrente para você.

Por fim, faça pequenos aportes constantemente. Comprar ações recorrentemente utilizando pouco dinheiro é mais seguro do que colocar muito dinheiro em ações de uma única vez.  Quando você compra ações de uma única vez, você fica ancorado em um único preço e você pode sofrer alguma desvalorização do seu investimento no curto prazo.

Oscilações negativas são normais e isso não pode ser motivo de você vender as suas ações.  

Você só vende uma ação quando ela perde os seus fundamentos, isto é, quando deixa de ser uma empresa boa.

Quando há queda nos preços sem perda de fundamentos, avalie comprar mais ações da empresa em questão, pois isso irá reduzir o seu preço médio de aquisição.

 

6 – Por quanto tempo você deve investir em ações

Compre uma ação considerando que você pode passar o resto da vida com ela. Por isso é importante a escolha de negócios bons e perenes.

Enquanto você não vende a ação, você ficará recebendo dividendos cada vez maiores, conforme a evolução do negócio.

Esses dividendos recebidos permitirão que você compre mais ações sem “dinheiro novo”.

Como comentamos no item anterior, você só vende uma ação quando ela perde os seus fundamentos ou quando atingir um patamar de preços desproporcional aos seus fundamentos.

Essa é a filosofia de grandes investidores em ações.

 

7 – As corretoras de valores que mais gostamos

Você precisa necessariamente de uma corretora de valores para investir em ações.

O único custo de comprar ações é o custo de corretagem.

Praticamente nenhuma corretora cobra taxa de custódia de ações nos dias de hoje.

O custo de corretagem não pode impactar na sua decisão de investimento.

Hoje em dia, a Clear Corretora é a empresa que possui a menor corretagem do mercado, cobrando apenas R$ 0,80 por ordem. Costumamos sugerir ela pela vantagem no preço e porque tivemos uma experiência boa com a plataforma. Mas que fique claro: não possuímos nenhuma relação comercial com a corretora.

Existem outras corretoras com bons serviços: Easynvest, Rico, Xp, Guide, etc.

Para quem optar por abrir uma conta na Clear e investir por lá, deixamos aqui um vídeo de como comprar uma ação utilizando o homebroker deles.

 

Conclusão

Agora você já sabe tudo o que é fundamental para começar a investir em ações por conta própria.

Só com essas informações você já tem um panorama geral adequado para tomar decisões coerentes e não cometer erros graves.

Mas antes de sair comprando qualquer ação por aí, é importante que você saiba com escolher ações de qualidade. 

Pensando em resolver esses problemas de um investidor iniciante e que quer investir de maneira simples, segura e rentável, montamos um masterclass exclusivo sobre como montar uma carteira de ações focada em boas empresas pagadoras de dividendos.

Lá ainda faremos uma simulação de quanto você precisa investir e quanto tempo você precisa ficar investindo para Dobrar a sua Renda com Dividendos.

Clique no link e garanta uma vaga.

Ps.: quem ficar até o final da aula, receberá a oportunidade de ter acesso a carteira de ações do André Fogaça.

Dentista descobre como antecipar aposentadoria em 10 anos

aposentadoria história de sucesso guiainvest

“O GuiaInvest fez toda diferença na minha vida. Antes eu era um investidor de renda fixa e ponto, só isso.”

“Hoje eu não sinto aquele pânico que a manada cria quando vê a Bolsa cair. Eu sei o que tô fazendo graças ao que o André ensina.”

Resultados:historias de sucesso guiainvest

  • Previsão de Liberdade Financeira em 10 anos
  • 20% de rendimento da carteira em 1 ano e meio
  • Conseguir antecipar a data da aposentadoria

O Problema

Dentista natural de Recife, Demétrio sempre se interessou por investimentos. A curiosidade pelo tema acabou o levando a assinar relatórios prontos. Começou a investir em ações porém teve que retirar o dinheiro em determinado momento para abrir um negócio próprio.

Mesmo quando recebia orientações de investimentos prontas, sentia a necessidade de buscar educação sobre o mercado. E em 2017, um amigo que já lidava com o mercado de ações há mais de 10 anos comentou sobre o GuiaInvest. Após assistir alguns vídeos resolveu dar um voto de confiança e adquirir ao Treinamento Como Acumular Riqueza.

Antes disso sempre se considerou um investidor de renda fixa. Muito mais por medo do que por escolha. “Hoje eu tenho consciência dos riscos e isso não me assusta. Com o que eu sei agora eu não tenho medo”, salienta.

A Solução:

Após começar o curso Como Acumular Riqueza, encontrou as informações que precisava para entender o mercado e começar a investir por conta própria. Agora, mesmo em tempos de Bolsa em baixa, se sente seguro de estar fazendo a coisa certa.

“Mesmo em um cenário em que o rendimento das ações não está dos melhores, possuo alguns investimentos que já renderam mais de 25%”, afirma. O dentista também comenta que já no início quando comprou as primeiras ações, em pouco tempo os rendimentos já haviam pago o valor investido no treinamento. “Logo no início o curso já se pagou, isso que eu nem estava com os melhores investimentos”, comenta.

Hoje, Demétrio investe com a segurança de que se continuar seguindo este caminho, em 10 anos, poderá viver da renda dos seus investimentos. “Mesmo que eu seja um investidor iniciante, com pouco conhecimento, já me sinto tranquilo porque estou tomando as melhores decisões para o longo prazo”, destaca.

Comenta que antes de começar a investir no mercado de renda variável achava que iria se aposentar depois dos 60 anos. Hoje, com 43 anos e os resultados que já teve até aqui, considera que poderá usufruir da Liberdade Financeira na casa dos 50. “A minha ideia é criar uma carteira constante para gerar renda passiva para a aposentadoria. É só eu manter o foco e não seguir a manada que a estratégia vai dar certo”, finaliza.

Você também só investe na renda fica por medo da Bolsa?

O Demétrio sentia medo de perder dinheiro com ações porque não se sentia com conhecimento necessário para avaliar o que estava fazendo.

Porém, foi atrás de conhecimento e hoje mesmo com crise ou com a queda da Bolsa ele consegue até mensurar em quantos anos irá conquistar a Liberdade Financeira.

O Treinamento Como Acumular Riqueza está ao seu alcance também. Qualquer um pode conquistar a Liberdade Financeira investindo na Bolsa. Saiba mais aqui!

Masterclass: Dobre sua Renda com Dividendos

dobre sua renda com dividendos capa

 


NESTA MASTERCLASS VOCÊ VAI DESCOBRIR:

  • O método GuiaInvest para dobrar sua renda através dos dividendos.
  • As 3 coisas que você deve evitar a qualquer custo para alcançar uma renda passiva com dividendos.
  • Os 2 indicadores mais importante na hora de selecionar as melhores ações de dividendos.
  • O passo a passo para montar uma carteira de dividendos que gere uma renda igual ou superior ao seu salário atual.
  • E por fim, qual a corretora mais segura e confiável e com melhor relação “custo x benefício” que eu recomendo você abrir conta para iniciar o seu processo de dobrar sua renda com dividendos. Inclusive é a corretora que eu uso atualmente para meus investimentos pessoais. Só com essa dica, você vai economizar R$ 661 por ano.

PARA QUEM É ESSA AULA?

  • Já possui o hábito de poupar mensalmente
  • Está disposto a investir e administrar seu dinheiro por conta própria
  • Deseja efetivamente aprender com dobrar sua renda com dividendos

PARA QUEM NÃO É ESSA AULA?

  • Acredita que é possível dobrar sua renda da noite para o dia com investimentos
  • É ansioso e não tem paciência de esperar alguns anos para obter uma renda passiva com dividendos
  • Acredita que existe uma fórmula mágica para ganhar dinheiro na bolsa

A Liberdade Financeira é mais do que um objetivo ou uma linha de chegada. Liberdade Financeira é um estilo de vida. É você ser o dono do seu destino. Ser livre financeiramente é ter tempo e dinheiro para fazer o que você quiser. É viver de forma inteligente, saudável e do jeito que você sempre sonhou.


 GARANTA SUA VAGA NA PRÓXIMA AULA ONLINE:


confirme sua vaga


Um presente para você!

Logo no início da aula você ganha um presente exclusivo apenas por ter comparecido. Não perca! Confirme sua vaga.