Novo corte na Selic?

Caro leitor,

Hoje teremos a primeira decisão do Copom sob mandato de Roberto Campos Neto.

A sinalização do time do Bacen até o momento é de manutenção das políticas da equipe de Ilan Goldfajn.

E o que isso muda para você?

É simples: juro seguirá baixo e podemos enterrar a Renda Fixa de vez.

Mas por quê?

Enquanto as expectativas de inflação seguirem estáveis ou mesmo caindo, o Bacen não irá subir os juros.

Há um ano atrás esperava-se que a taxa Selic chegasse a 8 por cento ao ano em 2019. Ledo engano.

No boletim focus de segunda-feira (4) já havia um consenso de que não teremos mais nenhuma alta em 2019.

Isso sinaliza manutenção na taxa para a reunião de hoje, mas dada a constante queda nas expectativas de inflação, abre-se uma janela para novos cortes na Selic.

Mercado leu com bons olhos a eleição de Alcolumbre (DEM-AP) para a presidência do Senado.

Ainda temos muitas divulgações de resultados corporativos para os próximos dias e deveremos ter boas surpresas..

A bolsa já está em 100 mil. Mas há espaço para mais. Para muito mais.

Se você não acredita, veja a nossa tese de que o Ibovespa pode atingir os 500 mil pontos 2022 e 2025.

O mercado de ações não é linear e mesmo em momentos de grande euforia poderemos ter quedas. Mas pense, se o Ibovespa já renovou a sua máxima 11 vezes em 2019, até 2025 poderemos ter recorde atrás de recorde.

Um abraço e bons investimentos.

Obs.: sim, a tese é a mais otimista que roda pelo mercado, mas as evidências são fortes. Na pior das hipóteses teremos os 200 mil pontos que Ricardo Amorim sugeriu há 10 anos atrás e isso será o suficiente para você mais do que dobrar seu capital. Não perca tempo.

Martin faz parte da equipe do GuiaInvest desde início de 2017. É Mestre e Bacharel em economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

DISCLAIMER: As informações colocadas nessa editoria são produzidas de forma independente e não possuem qualquer influência de empresa ou instituição que venha a ser mencionada. As informações aqui contidas refletem a opinião do autor e não de todos os membros do GuiaInvest. Apesar de ter sido tomado todo o cuidado necessário de modo a assegurar a credibilidade das informações no momento em que as mesmas foram colhidas, suas precisão e exatidão não são de qualquer forma garantidas e o GuiaInvest não se responsabiliza pelas mesmas. Os preços, as opiniões e as projeções contidas nos nossos conteúdos estão sujeitos à mudanças a qualquer momento, sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. Nenhum relato desse texto pode ser interpretado como sugestão de compra ou de venda de quaisquer ativos, tratam-se apenas de opiniões. Não podemos garantir nenhum retorno financeiro sobre qualquer operação feita através das informações que fornecemos, sejam elas pagas ou gratuitas. Negociações de ativos no mercado financeiro envolvem riscos e rentabilidade passada não garante rentabilidade futura.