Sobre humanos e máquinas: as 5 melhores ações da B3 no dia 30 de outubro de 2019

Olá, como você vai?

Olha só que coisa interessante: a plataforma do GuiaInvest lida com trilhões de dados todos os dias.

Nossos algoritmos consolidam e simplificam uma quantidade de informações que um ser humano seria completamente incapaz de interpretar em uma vida inteira.

Há 11 anos a Inteligência Artificial do GuiaInvest vem ajudando milhares de pessoas a investir melhor.

Nós somos obcecados pelo mercado de ações, mas não temos nenhuma vaidade: se os números dizem, está dito, não importa a nossa opinião.

Antes de qualquer coisa, adianto: não somos entusiastas de robôs investidores e essas novas modas que surgem no YouTube e de traders blogueiros.

Quando falamos em Inteligência Artificial, nos referimos a tomada de decisão baseada em algoritmos.

É isso que fazemos, a nossa essência. E como você percebeu, a decisão é humana, não da máquina.

Fato é que as máquinas lidam bem com quantidades fartas de informações.

Nós humanos lidamos bem com poucas informações. Somos bons de escolher entre um ou outro. 

Nesse sentido ainda somos superiores às máquinas. Nós temos sentimentos e ainda podemos captar aquilo que não está nos números.

Máquinas não possuem o que chamamos de intuição, que nada mais é do que um conhecimento tácito, impossível de ser expresso em números ou mesmo palavras.

Basicamente, a plataforma do GuiaInvest mastiga os dados e nos dá o poder de tomar uma boa decisão.

Hoje, dia 30 de outubro de 2019, a nossa plataforma ordenou da seguinte maneira as Top 5 ações da bolsa brasileira em termos de qualidade:

1- Hypera (HYPE3) – GI Score = 92

2- Ferbasa (FESA4) – GI Score = 91

3- Unipar (UNIP6) – GI Score = 85 

4- RD (RADL3) – GI Score = 84

5- Qualicorp (QUAL3) – GI Score = 84

O GI Score é um indicador único do GuiaInvest, que é calculado pela nossa Inteligência Artificial.

Ele leva em conta margens de lucro, lucratividade, crescimento, liquidez, endividamento e governança das empresas listadas na bolsa. Ele varia de 0 a 100 e, quanto maior, melhor é a empresa em questão.

Neste indicador não é levada em consideração a atratividade do preço da ação.

Ele não serve como uma recomendação de compra.

Mas será que essas são mesmo as Top 5 melhores empresas da bolsa?

Na opinião de muita gente, não, mas é o que os números nos dizem.

Não estamos aqui para tentar competir com as máquinas na análise de uma infinidade de informações. 

Sinceramente, não acredito que o analista tal, da casa de análise tal, consegue consolidar tanta informação com tanta eficiência.

Ele é um humano, ele erra, ele também se deixa levar por emoções.

Mas isso quer dizer que a nossa Inteligência Artificial não erra?

Claro que não, ela também erra, afinal ela foi desenhada por um humano. Ela possui a capacidade de sintetizar um raciocínio que um ser humano seria incapaz.

Ela ajuda você a pensar muito mais rápido.

E, de qualquer forma, a decisão final de investir ou não é sua. 

Investir seguirá sendo um exercício de otimismo, de saber a quais riscos você aceita se sujeitar, de assumir que você não sabe de tudo e saber que o que premia você é o tempo e a disciplina.

Se você quiser conhecer mais a fundo o nosso algoritmo, nesse vídeo o André faz uma demonstração utilizando o caso prático de duas ações.

Ali ele vai atrás da resposta para duas perguntas: i) essa ação é de uma boa empresa?; ii) o preço dela está atrativo?

Os números estão ali à nossa disposição para responder o que perguntamos, mas, no final do dia, a decisão e a responsabilidade sempre será de nós, humanos. 

Martin faz parte da equipe do GuiaInvest desde início de 2017. É Mestre e Bacharel em economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escreve para a TheCap na coluna Contra a Corrente.