CDI não é investimento: o fim do dinheiro vagabundo dá lugar a Era da Renda Variável

Olá, como você vai?

Hoje é dia de verdades duras. É importante que você tome ciência do que vai ser falado aqui.

O CDI é um dinheiro vagabundo, onde qualquer um ganhava muito sem fazer coisa nenhuma.

O Brasil por muito tempo foi o paraíso dos rentistas.

O país poderia estar um caos, que tanto fazia. Bastava um investidor deixar o seu dinheiro na renda fixa que ele teria um retorno de 2 dígitos ao ano.

Hoje temos Selic a 5,00 por cento. Logo mais nós teremos Selic a 4,50 por cento ao ano. A previsão é que pare por aí mas a verdade é que ninguém sabe realmente onde isso vai parar. 

4,00 por cento ao ano? Por que não 3,50? Seria incrível.

Não dá mais para ganhar dinheiro vagabundo. O dinheiro fácil acabou.

A tendência da renda fixa daqui para frente é apenas repor a inflação.

É ser o seu dinheiro em caixa, a sua reserva de emergência. Só isso.

É assim que funciona na Europa, nos Estados Unidos, no Japão e outros mercados mais robustos.

Para ganhar mais você vai ter que se mexer um pouco mais.

A parte boa é que se você se mexer um pouquinho, já pode ganhar muito.

Você não vai mais ter ganhos limitados a um percentual do CDI. 

Agora o céu é o limite.

Mas você vai ter que aprender a lidar com risco, com volatilidade, com o sobe e desce da bolsa.

O melhor investidor do mundo sabe que os seus investimentos não sobem todos os dias.

Se é assim para ele, com você não vai ser diferente. 

Não invista em ações esperando que todo dia, mês ou ano as suas posições andem para cima.

Vai se dar bem quem entender isso e continuar investindo mesmo que em meio a um banho de sangue.

O mercado de ações nada mais é do que a vida real, a vida como ela é.

Você vai lidar com frustrações, nem sempre as coisas vão sair como o planejado, mas se você fizer as coisas do jeito certo, a jornada vai ser extremamente gratificante.

Os pacientes e disciplinados são melhor recompensados do que os que tentam resolver tudo rápido.

Hoje o mercado está em alta.

Entramos na Era da Renda Variável.

Quem entrar agora ainda tem uma grande pernada de valorização para capturar.

A bolsa pode muito bem ir para 120 mil, 150 mil, 300 mil ou até 500 mil pontos. 

Isso não quer dizer que você vai estar tranquilo sempre.

Entre os 100 mil e os 200 mil pontos do Ibovespa vai ter muito sobe e desce e as suas convicções vão ser testadas.

Veja…

De janeiro de 2016 até hoje, a bolsa saiu dos 40 mil pontos para os 109 mil pontos.

No meio disso tivemos Impeachment, Joesley Day, Greve dos Caminhoneiros, Eleições, Bebianno, Queiroz, Guerra Comercial entre China e EUA e queda da barragem da Vale.

Todo dia vão aparecer notícias que vão te dar medo, mas isso nunca vai ser um empecilho para ver o seu dinheiro crescer se você estiver fazendo a coisa certa.

E o fato é que quem tentar “operar notícia” vai se dar muito mal.

O GuiaInvest quer ajudar você a ter a jornada mais prazerosa possível.

Queremos simplificar conceitos complexos.

Queremos mostrar que não existe investimento sem risco.

Mas temos a convicção de que investir em ações é menos arriscado do que parece, mesmo com todo esse sobe e desce causado pelos noticiários.

Hoje o maior risco é você não se arriscar.

Acreditamos que o investimento em ações é o melhor investimento do mundo.

E queremos que você entenda a nossa filosofia de investimento em ações.

Acesse aqui a nossa palestra online que expõe as 10 razões pelas quais investir em ações vai tornar você uma pessoa mais rica intelectual e financeiramente.

Comente aqui como nós podemos ajudar você.


Martin faz parte da equipe do GuiaInvest desde início de 2017. É Mestre e Bacharel em economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escreve para a TheCap na coluna Contra a Corrente.