A regra é simples: Os juros caem, a bolsa sobe

Eduardo Voglino

Eduardo Voglino

Sócio do GuiaInvest, especialista em ações e seguidor da filosofia de Value Investing.

Olá, amigo(a) investidor(a)!

A taxa Selic está na miníma histórica!

Que notícia maravilhosa para todos…

O quê? Para você não é uma notícia maravilhosa?

Ah entendi… você investe em renda fixa.

Bom, está no momento de repensar a composição de seus investimentos.

Para começar, independente da taxa de juros você deveria comprar ações SEMPRE.

O fato é que a redução que ocorreu na taxa de juros e as possíveis próximas reduções, irá encolher cada vez mais os ganhos na maioria das aplicações de renda fixa e aumentar a atratividade do mercado de ações.

O Copom não alterava a taxa desde março do ano passado. Entretanto os fracos dados da atividade econômica, a inflação controlada e o andamento da aprovação da reforma da Previdência, construíram o cenário para esta redução.

Atualmente estamos com a Selic no piso, contudo as autoridades já informaram que possivelmente virá nova queda na próxima reunião.

Talvez não seja claro para você o porquê nossa bolsa de valores se beneficia com a queda de juros.

Vou explicar…

A taxa Selic serve de parâmetro para determinação de todas outras taxas de juros da economia.

Desta forma, quando os juros caem, o custo financeiro das empresas reduz e as pessoas começam a tomar mais crédito no mercado, aumentando diretamente o consumo.

As taxas oferecidas pelos ativos de renda fixa sofrem redução da mesma forma. A maioria dos ativos possuem como indexador o CDI. que sofre variação proporcionalmente a taxa Selic.

Conforme as taxas de juros recuam na economia, o mercado de ações e começa a atrair mais investidores, pois os juros já não remuneram de forma atrativa.

Em cenários de juros altos para o investidor, faria mais sentido deixar seus recursos em títulos públicos e CDB, que remuneram próximo desse valor e com um risco bem mais baixo do que o risco da renda variável.

Perceba que é uma combinação de fatores:

Empresas reduzem seu custo de capital e menor custo é maior lucro;
As pessoas utilizam mais crédito e com mais dinheiro em mãos, compram mais produtos e serviços, gerando mais lucros para as empresas;
O investidor busca alternativa mais rentável direcionando seu capital a ativos de risco (Bolsa);
Juros baixo transmite uma confiança na economia do país, atraindo mais investidores estrangeiros;
Grandes fundos multimercado direcionam o fluxo de capital para a renda variável com o objetivo de remunerar melhor seus investidores;

Veja o gráfico comparativo entre Ibovespa e Selic:

Percebeu a relação inversa dos movimentos?

E o mais interessante é que os juros poderão cair ainda mais neste ano.

Por mais que a inflação esteja baixa, o ganho real está pouco atrativo…veja:

Em patamares atuais o ganho real anual será de 2,59 por cento.

Complicado concorda?

Investir em empresas via bolsa de valores é a solução.

Sou convictamente defensor do mercado de ações em qualquer circunstância…

A frase que mais você irá me ouvir dizer é:

“Os lucros justificam os preços”

E neste momento, as empresas serão mais lucrativas!

Aproveite!

Um abraço e bons investimentos,

Me siga no instagram e envie sua opinião ou dúvidas sobre o mercado de ações.

@eduardo_voglino

Outras Publicações

Leia Mais

Bolsa de Valores Para Leigos

André Fogaça

Nesse e-book você vai dar os seus primeiros passos no mundo dos investimentos e ficar por dentro de alguns detalhes importantes do mercado de ações. Você se sentirá seguro de conversar sobre investimento com qualquer pessoa depois de ler esse livro. Arrisco dizer ainda que você vai ficar louco para começar a investir. Uma boa leitura!

Sem tempo para ler? Assista nossas Palestras Online