Com juro real negativo, corre pra uma Weg ou pras velhas dividendeiras

Invista na bolsa por TINO (there is no option)
Marcelo Fayh

Marcelo Fayh

Sócio do GuiaInvest, especialista na geração de renda através de bons investimentos.
pagadoras de dividendos wege3

Caro leitor,

Semana passada a Selic chegou a 3 por cento ao ano.

Como se não bastasse, o Copom (Comitê de Política Monetária) sinalizou que na próxima reunião provavelmente fará mais uma redução.

Fiz uma conta simples numa rede social onde dos 3 por cento ao ano, você tira o imposto de renda e vai sobrar de 2,33 a 2,55 por cento ao ano, a depender da alíquota deduzida.

Colocando a inflação na conta, que bateu 2,4 por cento nos últimos 12 meses, chegaremos a um retorno real em torno de zero.

Numa aplicação de renda fixa pós fixada como Tesouro Selic, um CDB ou poupança que seja, o seu principal não corrige pela inflação.

Como tempo, o que o principal perde de poder de compra, o rendimento repõe.

O investidor tem a sensação de estar andando para frente, mas não está.

O investidor vira um ramster que corre naquela roda sem sair do lugar.

Preso na gaiola da falta de educação financeira.

Dentro da gaiola, existe a falsa sensação de segurança pois não há ameaças.

Afinal, o que pode dar errado ali dentro?

Nada.

Assim como nada dará certo também.

A vida dele será sempre a mesma chatice.

Já do lado de fora dela tem um universo de oportunidades.

Claro que existem ameaças, mas é o custo de ter que fazer escolhas e errar algumas no caminho.

Faz parte.

As ações boas pagadoras de dividendos são um ótimo primeiro passo para investidores estreantes na renda variável.

Uma boa carteira de ações pagadoras de dividendos podem te render de duas formas.

A primeira é através da distribuição dos dividendos, que no caso da minha Seleção de Dividendos está na média de 7,59 por cento ao ano.

E esse valor já vem líquido de imposto.

A segunda é na forma de valorização das ações.

Que é o equivalente ao crescimento da própria empresa e seu valor.

É de se esperar que o crescimento da empresa e a sua valorização sejam superiores à inflação.

A longo prazo, o seu valor vai acompanhar o crescimento dos lucros da empresa.

Diferente da renda fixa, onde o principal não se valoriza, nas ações isso ocorre.

Claro que o caminho não é livre de oscilações.

Veja o caso da Weg (WEGE3) que não pára de subir há anos (preço na linha azul), mas sempre refletindo seu lucro que igualmente cresce ano a ano (linha laranja).

pl wege3

Portanto, você já sabe o que procurar na hora de buscar uma ação para investir: lucros crescentes.

Enfim, com a Selic como está, você invariavelmente vai precisar fazer algo a respeito.

Aqui tem um bom começo para você planejar seus primeiros passos fora dessa gaiola da renda fixa.

Um abraço.

Marcelo Fayh atua profissionalmente no mercado financeiro desde 2007. Começou como operador de Bolsa, ministrou cursos e palestras pela XP Educação e teve seu próprio escritório de investimentos. Antes de virar analista, atuou como assessor de operações de Fusões e Aquisições. Acredita que qualquer pessoa é capaz de melhorar sua qualidade de vida através de escolhas e investimentos inteligentes. Escreve para o TheCap na coluna Fundos a Fundos.

Compartilhe essa publicação:

Introdução a
Bolsa de Valores

Partindo do zero até a compra da sua primeira ação

Assista à primeira aula gratuita