Como avaliar uma ação de forma simples e segura?

Descubra os 11 critérios fundamentalistas para analisar uma ação que podem ajudar você a encontrar as melhores oportunidades!
Equipe Guiainvest

Equipe Guiainvest

Como avaliar uma ação da bolsa? Muitos investidores se sentem perdidos em meio a tanta informação e inseguros por não conhecerem um método simples e seguro para avaliar as melhores oportunidades.

Ao entrar no mercado de ações é fundamental ter um bom método para investir. Essa é a diferença entre aqueles que fazem verdadeiras fortunas investindo em ações e aqueles que fracassam miseravelmente.

Você já parou para pensar como os homens mais ricos do mundo construíram suas fortunas? Como avaliar uma ação como os grandes investidores?

Warren Buffett se tornou milionário seguindo o método criado por Benjamin Graham, o Value Investing. Que também é seguido por uma série de outros grandes investidores.

A estratégia de Investimento em Valor (Value Investing, em inglês), se baseia em comprar ações de ótimas empresas com desconto sobre seu verdadeiro valor.

A metodologia para avaliar uma ação que nós recomendamos e ensinamos, é o método desenvolvido a partir da análise fundamentalista e, principalmente do value investing.

A análise fundamentalista avalia os resultados da empresa, seu histórico, dados econômicos, indicadores do mercado financeiro, entre outros dados a fim de identificar perspectivas e oportunidades.

Existem 11 critérios de como avaliar uma ação seguindo a análise fundamentalista que devem ser observados para identificar ações com potencial.

Essa é uma forma simples, rápida e, principalmente, confiável de filtrar boas empresas para investir e que pode te ajudar a ser um investidor de sucesso.

CRITÉRIO #1 – Valor de Mercado é maior que R$ 500 milhões?

Empresas com “pequeno” valor de mercado estão mais sujeitas à adversidades e instabilidades do mercado.

Já as empresas com grande valor de mercado não são tão afetadas e podem superar melhor as variações.

CRITÉRIO #2 – Possui um bom nível de Governança Corporativa?

As boas práticas de governança corporativa têm a finalidade de aumentar a transparência e a qualidade na divulgação de informações aos acionistas. Consequentemente, aumentam também sua credibilidade.

CRITÉRIO #3 – A Liquidez Corrente é maior que 1,5x?

A liquidez corrente é um índice que ajuda a medir a saúde financeira das empresas, indicando sua capacidade de pagamento no curto prazo.

Esta é calculada dividindo o ativo circulante pelo passivo circulante. Ou seja, a relação de quanto a empresa tem a receber no curto prazo com as suas dívidas no mesmo período.

Dessa forma, quanto maior esse índice, mais alta a capacidade da empresa de honrar com seus compromissos, ou seja, pagar as dívidas. Já, quanto menor a liquidez corrente, mais alta s chances da empresa em dar um calote.

CRITÉRIO #4 – O Retorno sobre o Patrimônio Líquido (ROE) é maior que 20%?

O ROE é a relação entre o lucro líquido dos últimos 12 meses e o patrimônio líquido da empresa.

Ele indica a rentabilidade que a empresa está gerando sobre o seu próprio patrimônio. Dessa forma, quanto maior melhor!

CRITÉRIO #5 – A relação Dívida Bruta / Patrimônio Líquido é menor que 50%?

A dívida bruta total refere-se a soma de empréstimos, financiamentos e debêntures de curto e longo prazo, ou seja, tudo o que a empresa tem de dívidas, dividido pelo patrimônio líquido da empresa.

Assim, quanto maior esse índice, maior o risco. Por isso, ao avaliar uma ação, é importante buscar empresas com baixo endividamento.

CRITÉRIO #6 – Possui Crescimento dos Lucros acima de 5% ao ano nos últimos 5 anos?

Esse critério avalia a se a empresa está obtendo sucesso. Ao apresentar crescimento dos lucros, a empresa demonstra que ela está se consolidando e que a administração e a estratégia de mercado estão convergindo para o sucesso do empreendimento.

CRITÉRIO #7 – Possui Lucros Constantes nos últimos 5 anos?

A capacidade de uma companhia apresentar lucros constantes em determinado período demonstra a estabilidade da empresa e o interesse da gestão na sua evolução.

CRITÉRIO #8 – Distribuiu Dividendos nos últimos 5 anos?

Pagar dividendos de forma recorrente demonstra que os interesses dos acionistas estão sendo atendidos de acordo com a legislação vigente.

Empresas que apresentam regularidade de pagamento de dividendos são mais procuradas pelos investidores, o que é positivo para a empresa.

CRITÉRIO #9 – A relação Preço / Valor Patrimonial (P/VPA) é menor que 2x?

O P/VPA é a relação do preço da ação da empresa com seu valor patrimonial por ação.

Em tese, quanto menor este índice, mais “barata” está a empresa. Ou seja, a ação está mais barata do que deveria estar, ou como se fala no mercado, essa ação “está na baixa”.

CRITÉRIO #10 – A relação Preço / Lucro (P/L) é menor que 15x?

O P/L indica a relação do preço atual da ação pelo seu lucro nos últimos 12 meses.

Assim, ele mostra quanto que os investidores estão dispostos a pagar por cada R$ 1 de lucro que a empresa tiver.

Em tese, quanto menor esta relação, mais barata está a empresa e mais atrativas estão suas ações.

Porém, CUIDADO: quando o P/L está negativo, significa que a empresa está no prejuízo.

Logo este indicador deve estar entre o intervalo de 0 a 15x.

CRITÉRIO #11 – O Volume Médio Diário de negociações nos últimos 21 dias é maior que R$ 1 milhão?

O volume médio representa o volume financeiro médio negociado nos últimos 21 pregões.

Assim, quando maior for este volume, maior a liquidez da ação. Ou seja, as ações dessa empresa são bastante negociadas, logo, mais fácil é a compra e venda da ação, o que é bom para o investidor.

 

Esses são os 11 critérios de como avaliar uma ação de forma simples e segura. Sendo assim, quanto mais critérios a empresa atender, maiores as possibilidades de crescimento.

É claro que o checklist não vai garantir a rentabilidade de seu investimento, mas vai aumentar consideravelmente suas chances de sucesso.

E se eu te dissesse que você pode fazer essa análise de maneira simples e automatizada?

Te convido para conferir uma análise na prática e conhecer um método simples, seguro e eficiente para ajudá-lo a investir melhor.

Conheça o GuiaInvest PRO

 

Outras Publicações

Leia Mais

Ebook - Bolsa de Valores para Leigos

Bolsa de Valores Para Leigos

André Fogaça

Nesse e-book você vai dar os seus primeiros passos no mundo dos investimentos e ficar por dentro de alguns detalhes importantes do mercado de ações. Você se sentirá seguro de conversar sobre investimento com qualquer pessoa depois de ler esse livro. Arrisco dizer ainda que você vai ficar louco para começar a investir. Uma boa leitura!

Sem tempo para ler? Assista nossas Palestras Online

Abrir conversa
1
Precisa de Ajuda?
Olá,
Podemos te ajudar?
Powered by