Como Evitar Os 5 Maiores Erros do Investidor Irracional

Ser um investidor racional não é a mais fácil das missões. Sabendo disso, hoje trago para você alguns dos principais erros cometidos por investidores que se deixam por levar pela emoção e revelo o que você precisa fazer para não cometê-los.
Andre Fogaca

Andre Fogaca

Sócio-fundador do GuiaInvest e formado em Administração e pós-graduado em Economia pela UFRGS.
erros do investidor irracional

Erros do investidor irracional: já ouviu falar neles? Neste artigo, vamos falar sobre eles, como se desencadeiam e o que fazer para não cair em armadilhas. Acompanhe.

 

Ser um investidor racional não é a mais fácil das missões.

No entanto, especialmente em tempos de crise, é fundamental saber o que pode desencadear um comportamento irracional e aprender a controlar as emoções.

Esse é um exercício diário e que envolve muito estudo e visão de longo prazo, bem como deve ser a rotina do investidor de valor.

Sabendo disso, hoje trago para você alguns dos principais erros do investidor que se deixa levar pela emoção e revelo o que você precisa fazer para não cometê-los.

Como Evitar Os 5 Maiores Erros do Investidor Irracional

1. Seguir a manada e não pensar por conta própria

erros do investidor irracional seguir a manada

É natural do ser humano sentir-se confortável e seguro por fazer exatamente o que os outros fazem. E nos investimentos isso não é diferente.

Você se lembra da bolha das empresas “.com” na virada do milênio? O sucesso repentino das companhias de tecnologia atraiu cada vez mais investidores interessados em retornos jamais vistos antes.

O final da história você já conhece. Quedas severas e prejuízos incalculáveis motivados por nada além da ganância, euforia e ausência de julgamento próprio.

O que fazer?

Para combater esses erros do investidor, o melhor que você pode fazer é adotar uma postura contrária à da manada.

Já falei sobre isso anteriormente, mas para resumir, fique com o conselho de Warren Buffett e de Charlie Munger:

Tenha medo quando os outros estão sendo gananciosos e seja ganancioso quando os outros estão com medo.

2. Procurar respostas nem sempre verdadeiras

procurar respostas nem sempre verdadeiras erros do investidor

Você já ouviu falar do termo “viés de confirmação?

Essa é uma das maiores ciladas em que um investidor pode cair. Em síntese, tem a ver com buscar respostas para comprovar uma opinião sua, verdadeira ou não, ao mesmo passo em que ignora tudo o que contradiz a hipótese.

Em outras palavras: você fica cego por acreditar demais em algo. Se você se deixa levar por isso, não está fazendo uma decisão balanceada, apenas confirmando o que você quer acreditar.

Uma boa analogia para entender melhor esse conceito é imaginar um torcedor fanático de futebol. Ele sempre vai encontrar motivos para justificar que seu time é o melhor e ignorar tudo, por mais verdadeiro que seja, que contrarie sua aparente verdade.

O que fazer?

Para evitar cair nessa armadilha que, acredite, é bastante comum, após encontrar o que pode ser uma boa opção de investimento, ao invés de procurar mais razões para investir, faça uma lista de motivos para não investir naquele papel.

Isso o ajudará a encontrar razões que você provavelmente está ignorando por acreditar demais em sua hipótese. Assim, naturalmente você fará uma análise mais balanceada e racional.

3. Cuidado com o excesso de confiança

excesso de confiança

Se eu lhe perguntar se você se considera um motorista melhor que a média, o que você diria? Arrisco dizer que responderia “sim”. Tenho praticado um exercício de fazer essa pergunta a diversas pessoas e a resposta é quase sempre essa.

No entanto, basta dirigir alguns quilômetros pelo centro de uma grande cidade para perceber que essa estatística está furada, não concorda?

Muitos investidores sofrem do mal de achar que são superiores, sabem de tudo e podem prever o futuro, mas os mercados não cansam de nos dar exemplos de que isso é impossível. O dólar ultrapassando a marca dos R$ 4,00 que o diga!

O futuro é imprevisível, mas insistimos em acreditar que podemos acertar em cheio uma previsão. Qualquer semelhança com a dica número dois não é mera coincidência e este é mais um dos erros do investidor.

O que fazer?

Quer evitar o excesso de confiança? Diversifique seus investimentos. Não só entre diferentes empresas e setores da bolsa, mas em outras modalidades. Livre-se da emoção e aceite que você não pode prever o futuro.

O que você controla é o seu conhecimento, o estudo e o desenvolvimento contínuo. É isso que vai livrá-los das armadilhas da irracionalidade ao investir.

4. Se deixar levar pela emoção no curto prazo pode ser fatal

deixar-se levar pela emoção

Às vezes, acontecimentos impactantes nos fazem tomar ações no curto prazo quando deveríamos parar, respirar, analisar e esperar para depois agir. Para contextualizar, qualquer cenário de crise como o que vivemos no momento (setembro de 2015) são pratos cheio para decisões equivocadas.

Nosso instinto humano nos faz querer agir, a imprensa “faz sua parte” com notícias alarmantes e o negativismo impera. Nessas horas, é difícil encontrar serenidade em meio ao caos. Mas é preciso!

O que fazer?

Para evitar ser refém da emoção no curto prazo, além de ter paciência, recomendo que pratique um simples exercício fazendo a seguinte pergunta a si mesmo:

Que conselho eu daria ao meu melhor amigo se ele estivesse nessa situação?

É natural que fortes emoções, principalmente quando falamos de dinheiro, dificultem que enxerguemos o quadro todo, mas quando pensamos por outra pessoa as emoções tendem a sair de cena e contribuir para uma análise mais fria. Experimente!

5. Não ter um plano para lidar com perdas

plano para lidar com perdas

Lembra do excesso de confiança, um dos maiores erros do investidor? Se você é daqueles que acha que vai entrar no mercado de ações e só ver seu dinheiro crescer a múltiplos dígitos, acalme-se e lembre-se do teste do motorista que comentei na dica três. Cedo ou tarde você vai ver despencar uma ação que tinha plena convicção que só iria se valorizar.

O que fazer?

Quando isso acontecer, você tem duas alternativas:

1 – Rever sua análise e checar se os fundamentos da empresa ainda fazem sentido. Se tudo estiver em conformidade, pode ser a hora de aproveitar a baixa para investir mais.

2 –  Se o investimento não se justifica mais, é necessário aceitar que errou. Nessas horas, ter um sistema previamente estabelecido para lidar com perdas pode ajudar (muito) a você dormir melhor.

Na prática: como se proteger dos principais erros do investidor

Crie uma regra para determinar o momento para vender cada ação que comprar. Ex: “Se ela cair a X e os fundamentos não fizerem mais sentido, reconhecerei a perda, tomarei o aprendizado e partirei para a próxima.” Isso não vai fazer você recuperar seu investimento, mas vai lhe ensinar muitas lições – além de fazê-lo dormir mais tranquilo.

E aí, gostou das dicas? Como tem agido nessas semanas em que a volatilidade tem tomado conta do mercado e dificultado ainda mais a complexa missão de permanecer sereno e frio no mercado de ações? Está conseguindo se proteger dos principais erros do investidor

Bons investimentos!

Aprenda como ganhar de R$1mil a R$5mil por mês com dividendos, mesmo que tenha somente R$100 para começar.

Outras Publicações

Leia Mais

Ebook - Bolsa de Valores para Leigos

Bolsa de Valores Para Leigos

André Fogaça

Nesse e-book você vai dar os seus primeiros passos no mundo dos investimentos e ficar por dentro de alguns detalhes importantes do mercado de ações. Você se sentirá seguro de conversar sobre investimento com qualquer pessoa depois de ler esse livro. Arrisco dizer ainda que você vai ficar louco para começar a investir. Uma boa leitura!

Sem tempo para ler? Assista nossas Palestras Online

Abrir conversa
1
Precisa de Ajuda?
Olá,
Podemos te ajudar?
Powered by