Isso é o quanto você precisa ter para estar entre os 1% mais ricos

Entre os mais ricos do mundo, existe um grupo ainda mais seleto, os bilionários.
Equipe Guiainvest

Equipe Guiainvest

O que significa fazer parte do 1% mais ricos?

De acordo com o relatório “Bem Público ou Riqueza Privada?” divulgado pela Oxfam, o patrimônio combinado das 26 pessoas mais ricas do mundo atingiu US$ 1,4 trilhão em 2018.

Valor que corresponde a renda da metade da população mais pobre do mundo, ou seja 3,8 bilhões de pessoas.

A desigualdade de renda atrai a atenção de economistas, políticos e jornalistas. O relatório da Oxfam tem como objetivo mostrar essa discrepância e combater a pobreza.

Nas últimas décadas, a desigualdade cresceu em quase todas as regiões do mundo. No Brasil, o 1% mais rico da população, detém 27,8% da renda nacional, contra 21,7% na Índia e 20,2% nos EUA.

Mas talvez nenhum nível de renda tem chamado mais atenção do que o “1%” dos mais ricos entre os ricos, os bilionários.

Enquanto que a fortuna dos bilionários aumentou 12% no ano passado, a metade mais pobre da população está vendo seu patrimônio líquido diminuir.

No mundo, 2.208 pessoas são consideradas bilionárias. Ou seja, possuem mais de US$ 1 bilhão. Esse número quase dobrou desde a crise financeira global, há uma década.

Entre os homens mais ricos do mundo, a maioria são norte-americanos. Os nomes incluem: Jeff Bezos, da Amazon (US$112 bilhões), Bill Gates, da Microsoft (US$90 bilhões), Warren Buffett, da Berkshire Hatway (US$84 bilhões) e Mark Zuckerberg, do Facebook (US$71 bilhões).

Quanto o 1% dos mais ricos detêm

Uma vez que os padrões de renda variam muito em todo o mundo, o cálculo dos mais ricos varia de país para país.

Dessa forma, pode ser preciso combinar a renda dos 11 mais ricos da Índia, para igualar a um dos Emirados Árabes, país rico em petróleo, por exemplo.

Nos EUA, o patrimônio somado das 3 pessoas mais ricas equivale ao da metade mais pobre da população americana, cerca de 160 milhões.

Já no Brasil, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os ricos do país ganharam 36,1 vezes mais do que metade dos mais pobres em 2017.

Este grupo dos 1% mais ricos da população brasileira, teve um rendimento médio mensal de R$ 27.213, em 2017. Enquanto que a renda média mensal dos mais pobres foi de R$ 754. A região Sudeste, é a que detém a maior concentração de renda.

Segundo o relatório da Oxfam, o Brasil tem 154 mil milionários em 2018, contra 164 mil que estavam no relatório divulgado em 2017. Porém, apenas 0,1% dos brasileiros tem mais de US$ 1 milhão de riqueza.

O quanto eles gastam

O custo das comodidades que esse 1% pode se dar ao luxo de ter também é relativo. O mesmo que se paga por uma mansão em Los Angeles pode proporcionar apenas um charmoso apartamento em Mônaco.

Casas por valor

Cidade US$ milhões
Mônaco 26.4
Hong Kong 6.8
Singapura 5.3
Sidney 4.2
Londres 4.1
Los Angeles 3.8
Nova Iorque 3.8
Dubai 3.1
Paris 2.9
Berlim 2.5
Beijin 1.9
São Paulo 0.7

Por outro lado, os custos com creches nessas cidades não são tão distantes.

Média anual em escola privada

Cidade US$ mil
Los Angeles 60.4
Nova Iorque 54
Singapura 49
Londres 42
Paris 34.5
Dubai 26
São Paulo 23.6

Quanto eles pagam de tributos

Uma das principais discussões do relatório da Oxfam é sobre a tributação.

Segundo a organização, os governos, ao não taxarem os muito ricos, contribuem para o aumento das desigualdades.

A Oxfam recomenda que as nações cobrem impostos em níveis mais justos. Segundo a organização, no Brasil, os 10% mais pobres da sociedade pagam mais impostos proporcionalmente do que os 10% mais ricos.

A retomada do crescimento econômico favoreceu somente o topo da pirâmide, uma vez que os recursos não foram redistribuídos.

O relatório propõe uma taxa extra de 0,5% sobre a renda de bilionários que fazem parte da fatia do 1% mais ricos do mundo. Conforme cálculos da entidade, os recursos arrecadados seriam suficientes para incluir 262 milhões de crianças de volta à escola. Bem como investimentos em saúde poderiam salvar a vida de mais de 3 milhões de pessoas.

Como fazer parte desse 1%?

Já imaginou fazer parte desse seleto grupo?

Alcançar a Liberdade Financeira é desejo de grande parte dos investidores. E você não precisa ter muito dinheiro para começar a investir!

Com um bom planejamento e disciplina, é possível obter bons retornos no longo prazo, para aproveitar a vida com mais conforto e sem grandes preocupações.

Comece agora a conquistar sua liberdade financeira.

Outras Publicações

Leia Mais

Ebook - Bolsa de Valores para Leigos

Bolsa de Valores Para Leigos

André Fogaça

Nesse e-book você vai dar os seus primeiros passos no mundo dos investimentos e ficar por dentro de alguns detalhes importantes do mercado de ações. Você se sentirá seguro de conversar sobre investimento com qualquer pessoa depois de ler esse livro. Arrisco dizer ainda que você vai ficar louco para começar a investir. Uma boa leitura!

Sem tempo para ler? Assista nossas Palestras Online

Abrir conversa
1
Precisa de Ajuda?
Olá,
Podemos te ajudar?
Powered by