Lírio Parisotto: O ex-agricultor que virou bilionário na bolsa

Tropeços, aprendizado, perseverança e muito sucesso. Confira as dicas do bilionário brasileiro para quem investe em ações.
Equipe Guiainvest

Equipe Guiainvest

De origem humilde, Lírio Parisotto construiu uma fortuna de cerca de R$ 2 bilhões. Mas a trajetória de um dos homens mais ricos do mundo no mercado de capitais também traz muitos tropeços. Sua história é uma lição de perseverança, gestão do risco e muito sucesso nos investimentos.

Casos de sucesso dos grandes investidores são fonte de inspiração e aprendizado para quem está iniciando na Bolsa de Valores. A história de Lírio Parisotto é uma delas.

Ele já fez escolhas equivocadas e perdeu dinheiro na Bolsa de Valores. Mas também aprendeu com os erros e alcançou um patrimônio considerável em ações.

O ex-agricultor não faz day trade, não investe em imóveis, e acredita que investir no próprio negócio pode ser até mais arriscado do que investir em ações.

Parisotto utiliza critérios de análise fundamentalista e acredita que o investimento de longo prazo (do tipo buy and hold), é uma das melhores maneiras de obter bons rendimentos em renda variável.

Quem é Lírio Parisotto

Lírio Albino Parisotto nasceu em 18 de dezembro de 1953 em Nova Bassano, no Rio Grande do Sul.

De acordo com a revista Forbes, Parisotto ocupa a 1477ª posição do ranking dos homens mais ricos do mundo de 2018, e a 33ª do Brasil, com uma fortuna estimada de 1,6 bilhão de dólares.

Mas nem sempre foi assim. De origem humilde, filho de agricultores, passou a infância ajudando seus pais no minifúndio da família.

Aos 13 anos decidiu que a vida no campo não era o que queria e correu atrás do seu objetivo. Abandonou a vida de agricultor e foi para o seminário e depois se formou em medicina, atividade a qual não exerceu por muito tempo.

Para pagar os estudos, Lírio fez de tudo um pouco. Foi bancário, comerciante, gerente de um frigorífico, até entrar no ramo industrial, quando inaugurou sua empresa, a Videolar.

A fábrica foi a primeira fabricante de videocassetes no Brasil e também uma das pioneiras na produção de DVDs e Blu-ray.

Junto com o crescimento da VideoLar, também começou a “nascer” a figura do investidor Lírio Parisotto.

O Investidor Lírio Parisotto

Lírio Parisotto: O ex-agricultor que virou bilionário na bolsa

A primeira experiência do ex-agricultor no mercado de ações não foi boa, mas nem por isso desistiu.

O bilionário brasileiro teve dois grandes fracassos antes de começar a colher os frutos dos investimentos em ações. Aprendeu com os erros e decidiu estudar o mercado para construir uma boa carteira de ações.

1ª experiência na bolsa de valores

Sem formação em economia, Lírio Parisotto ingressou pela primeira vez no mercado de ações em 1971. Nessa época ouvia muitas histórias sobre como ganhar dinheiro rápido e dobrar o investimento em poucos meses.

Na esperança de ganhar dinheiro fácil, abriu mão das economias reservadas para comprar um carro (valor equivalente a um Fusca na época) e investiu tudo em ações. Resultado: fracassou miseravelmente.

2ª vez na Bolsa

Apesar do primeiro fracasso, não desistiu. Em 1986, um pouco antes de abrir seu negócio, o gaúcho investiu US$ 500 mil na bolsa, que fazia parte do giro financeiro da Videolar.

Por conta de escolhas equivocadas, teve seu maior prejuízo e perdeu 40% da aplicação.

A volta por cima

Se por um lado, sua carreira de investidor parecia destinada ao fracasso, a de empresário ia a todo vapor. O então dono da Videolar lia muito sobre a economia brasileira e percebeu que mesmo com a queda do mercado muitas empresas continuavam crescendo. Decidiu que isso era uma boa maneira de investir.

Mesmo com as experiências anteriores frustradas, no início dos anos 90, Lírio entrou novamente na Bolsa logo depois que o mercado entrou em grande queda.

Investiu 2 milhões de dólares e estabeleceu um stop de ganho para sair do mercado assim que o valor dobrasse. Aplicou novamente em ações e conseguiu quadruplicar o valor inicial.

Com esse dinheiro, o empresário recuperou os prejuízos anteriores, fez a VideoLar crescer e comprou a outra parte da empresa para se tornar dono de 100% do negócio.

A carteira atual de ações

Depois de um período sem investir, somente em 1998 Parisotto voltou ao mercado de ações onde fez um investimento inicial de US$ 6 milhões e formou sua carteira atual de ações composta por cerca de 12 empresas.

Para obter lucros e alcançar o sucesso, se inspirou nas técnicas da análise fundamentalista e na estratégia buy and hold, usada por outros megainvestidores, tais como Warren Buffet.

Parisotto diz que atualmente compra ação para casar, mas que isso não quer dizer que não possa dar divórcio.

Ele reinveste os dividendos e só insere uma nova empresa na carteira para substituir outra. Em seu portfólio estão empresas dos setores de siderurgia, mineração, energia e bancário.

Durante a crise financeira de 2008, o investidor não vendeu suas ações e aproveitou o momento para comprar. Apesar de uma perda, seu patrimônio não só se recuperou rapidamente como cresceu com a retomada da economia.

10 dicas do bilionário Lírio Parisotto

A trajetória de sucessos e fracassos, fez Parisotto aprender muito sobre os investimentos e, inclusive, elaborar seus dez mandamentos para quem investe em ações.

Veja as dicas de um dos maiores investidores pessoa física da BM&FBovespa para investir:

1- Cuidado com ofertas públicas de ações – IPO

Lírio considera os IPOs muito mais marketing e que no período de lançamento de novas ações, elas geralmente estão mais caras do que deveriam ser e que nem sempre a expectativa se reflete em realidade.

Há exceções, mas são raras. Por isso, segundo Parisotto, não se deve perder tempo com a Oferta Pública de Ações (IPOs)

2- Diversifique, mas não tanto

Esse é um princípio bastante interessante. Em geral, as pessoas acreditam que quanto maior a diversificação, melhor, pois assim o risco diminui, uma vez que o desempenho não depende de apenas algumas poucas ações. O que não deixa de estar correto.

Porém, o grande problema está no excesso de ações, pois assim, você também não tem tempo de acompanhar todas de perto.

Por isso, tenha na sua carteira apenas a quantidade de ações que você possa acompanhar. Lírio não possuir mais do que 14 ações na sua carteira.

3- Cuidado com setores sensíveis

Parisotto considera setores aéreos e varejistas setores sensíveis por nunca apresentarem um desempenho surpreendente no longo prazo e sofrerem muitas oscilações.

Por outro lado, considera o setor siderúrgico e de energia mais robustos, pois dificilmente encontra alguma que quebrou.

4- Fique longe de empresas com sede em países exóticos

O investidor considera muito difícil confiar nos dados de empresas com sedes em países exóticos. Uma vez que elas obedecem outros regulamentos que nem sempre são transparentes com o investidor.

5- Não compre ações de empresas que deem prejuízo

Segundo o megainvestidor, muitas pessoas investem em ações de empresas que dão prejuízo porque elas estão mais baratas e tem a expectativa que elas se recuperem. Porém, isso raramente acontece.

6- Liquidez é fundamental

Mesmo no longo prazo, é importante que as ações tenham liquidez para que se consiga comprar ou vender ações quando necessário.

7- Procure ações boas e baratas

Ações baratas são facilmente encontradas, mas ações de qualidade é diferente. Não adianta esperar 50 anos para que a empresa gere lucro.

Momentos de crise são ótimos para se comprar ações boas e baratas.

8- Avalie ações por conta própria

O mercado só comenta ações queridinhas e que estão em alta no momento. Seguir os boatos é muito arriscado.

Aprender a investir por conta própria permite a você encontrar as melhores oportunidades antes dos outros.

9- Coragem na baixa e cautela na alta

Durante as quedas na Bolsa, não se deve sair vendendo desesperadamente suas ações. Controle o medo. Geralmente esses momentos trazem oportunidades para comprar ações ainda mais baratas.

10- Pense fora da caixa para investir

Invista uma parte do seu dinheiro em um investimento de maior risco e que está fora do radar dos outros, mas que ao mesmo tempo possa ter a possibilidade de um alto crescimento.

 

Para Lírio Parisotto, é fundamental que o investidor saiba onde está investindo seu dinheiro. E que muitos perdem dinheiro na bolsa de valores por ganância e falta de paciência.

Essas 10 dicas resumem importantes princípios de investimento usadas por grandes investidores. Inspire-se, aprenda sobre o mercado e comece a pensar como eles.

Faça como Lírio, invista em ações e faça parte da nova geração de milionários que está se formando.

Outras Publicações

Leia Mais

Ebook - Bolsa de Valores para Leigos

Bolsa de Valores Para Leigos

André Fogaça

Nesse e-book você vai dar os seus primeiros passos no mundo dos investimentos e ficar por dentro de alguns detalhes importantes do mercado de ações. Você se sentirá seguro de conversar sobre investimento com qualquer pessoa depois de ler esse livro. Arrisco dizer ainda que você vai ficar louco para começar a investir. Uma boa leitura!

Sem tempo para ler? Assista nossas Palestras Online

Abrir conversa
1
Precisa de Ajuda?
Olá,
Podemos te ajudar?
Powered by