Os 10 Ensinamentos Mais Poderosos do Livro “Pai Rico, Pai Pobre”

Este best-seller de finanças pessoais traz lições poderosas sobre finanças, mentalidade e dinheiro que podem transformar a sua vida.
André Fogaça

André Fogaça

Co-fundador do GuiaInvest, pós-graduado em Economia e Consultor de Investimentos CVM

Os 10 Ensinamentos Mais Poderosos do Livro Pai Rico, Pai Pobre

Se você quer ser rico, criar hábitos saudáveis, mudar sua mentalidade financeira, aumentar seu patrimônio e ter resultados consistentes, você precisa colocar em prática esses 10 ensinamentos poderosos do livro Pai Rico, Pai Pobre. 

Escrito por Robert Kiyosaki, o livro é um dos maiores best sellers sobre educação financeira com mais de 30 milhões de cópias vendidas em todo o mundo.

Baseado na história do autor, Pai Rico, Pai Pobre nos faz enxergar o mundo de uma forma diferente, refletir sobre nossos hábitos financeiros, mentalidade rica e pobre e crenças limitantes.

O livro é leitura obrigatória para quem está começando sua escalada financeira e deseja adquirir um novo olhar de como o mundo funciona e como se deve pensar em dinheiro para se tornar verdadeiramente rico.

“Se você aprender esta lição, você se tornará um jovem sábio, rico e feliz. Se você não aprender, passará a vida culpando um emprego, um baixo salário ou seu chefe pelos seus problemas. Passará sua vida esperando por um golpe de sorte que resolva seus problemas de dinheiro”. – “Pai Rico” de Robert Kiyosaki, em Pai Rico, Pai Pobre.

Ficou curioso? Então veja os 10 ensinamentos mais poderosos do livro Pai Rico, Pai Pobre para gerar riqueza e liberdade financeira.

História do livro “Pai Rico, Pai Pobre”

No livro, Robert Kiyosaki compartilha ensinamentos que recebeu dos seus dois pais, seu seu pai biológico e o pai de seu melhor amigo, Mike.

Embora ambos tenham sido homens bem sucedidos em suas carreiras, eles tinham pensamentos bem distintos sobre dinheiro

O “Pai Pobre” era seu pai biológico, um homem com estudo, PhD, que ganhava um ótimo salário do Governo, mas que nunca foi capaz de controlar suas finanças.

O “Pai Rico” era o pai de seu amigo, que conheceu aos 9 anos. Ele não possuía nem mesmo o segundo grau completo, mas era um homem muito sábio e estava iniciando seus empreendimentos.

O “Pai Pobre” não era pobre de dinheiro, mas sua mentalidade era. Por isso, passou a vida com dificuldades financeiras e deixou para sua família apenas contas a pagar.

Na época, o “Pai Rico” não era rico financeiramente, mas foi construindo sua fortuna com solidez até se tornar o homem mais rico do Havaí, deixando milhões de dólares para sua família, instituições de caridade e para a igreja em que fazia parte.

Ao longo do livro, são expostas as diferenças de mentalidade entre os dois pais nos conselhos que davam ao ainda jovem Kiyosaki. Estes, moldaram sua forma de pensar sobre dinheiro, trabalho e sucesso.

Veja as principais lições do livro para construir sua riqueza:

Ensinamento 1: Saia da corrida dos ratos

A “corrida dos ratos” é um conceito que se refere ao ciclo financeiro que a maior parte dos trabalhadores leva.

Trata-se de um estilo de vida autodestrutivo no qual as pessoas trabalham pelo dinheiro e gastam tudo o que ganham.

Segundo o “Pai Rico” é algo que frequentemente acontece, já que as pessoas são movidas por dois sentimentos: medo e ambição

De forma resumida, a “corrida dos ratos” tem início quando as pessoas começam a trabalhar. 

Ao ganhar o salário, a maioria das pessoas gasta todo o dinheiro com supérfluos, esgotando todos os seus ganhos rapidamente.

Com medo de ficarem sem dinheiro, trabalham incessantemente. 

Quando recebem uma promoção e aumentam seus ganhos, são levadas pela ambição e aumentam também seu custo de vida. Assim, se veem presos na corrida dos ratos atrás de mais dinheiro.

“Se você costuma gastar tudo o que ganha, o mais provável é que um aumento do dinheiro disponível apenas resulte em um aumento de despesas” – Pai Rico, Pai Pobre.

No final das contas, gastam tudo o que ganham, independentemente da quantia que recebem por mês. 

Por conta desse padrão de comportamento, essas pessoas chegam ao final das suas vidas com muito pouco dinheiro, mesmo tendo um bom salário.

O padrão mental de quem está na corrida dos ratos faz com que pessoas que ganham 20, 30, 40 mil reais por mês, não tenham dinheiro.

“Raramente os problemas de dinheiro das pessoas são resolvidos com mais dinheiro. A inteligência resolve os problemas. Um amigo meu costuma repetir uma frase para as pessoas endividadas. ‘Se você descobre que se enterrou num buraco… pare de cavar’” – Pai Rico, Pai Pobre.

A principal dica do livro é: “saia da corrida dos ratos o quanto antes”

Os próximos ensinamentos te mostrarão o caminho.

Ensinamento 2: Eduque-se financeiramente

A educação financeira é uma ferramenta extremamente importante para tirar você da “corrida dos ratos”.

Infelizmente este tema não é ensinado nas escolas e deve ser buscado ao longo da vida. Quando adquiri-lo, transmita para seus filhos.

Para se educar financeiramente o livro destaca estimular a curiosidade, procurar entender melhor como administrar o dinheiro, como o mercado financeiro funciona, as opções de investimentos em renda fixa e renda variável.

É importante buscar se desenvolver cada vez mais.

Para te ajudar com sua educação financeira veja os outros artigos aqui do site e assista os vídeos do nosso canal do YouTube.

Ensinamento 3: Não pare de aprender

Não é porque você completou o ensino médio, se formou na faculdade e fez pós-graduação que pode parar de estudar.

A busca por conhecimento deve ser uma constante na sua vida.

Não falo apenas da educação formal.

Lembre-se que o “Pai Rico” de Kiyosaki não terminou o ensino tradicional, mas era muito inteligente e se tornou um dos homens mais ricos do Havaí.

Já o “Pai Pobre”, que possuía todas as credenciais, morreu sem dinheiro. 

Os dois valorizavam o estudo, mas buscavam conhecimento de formas diferentes.

Enquanto um ia em busca de coisas que o aproximavam de seus objetivos financeiros. O outro, buscava títulos e certificações.

Por isso, o grande ensinamento é não se prender à educação formal e técnica.

Kiyosaki aprendeu com seu “Pai Rico” que precisava abrir a mente e aprender habilidades como liderança, marketing, comunicação e, principalmente, vendas. 

Ensinamento 4: Comece cedo

O quarto ensinamento poderoso do livro Pai Rico, Pai Pobre é a importância de começar a construção de patrimônio cedo.

Quanto antes começar a investir, mais tempo seu dinheiro ficará rendendo. Esse é o poder dos juros compostos.

Então, independente da sua idade, não perca mais tempo e comece agora mesmo a buscar conhecimento financeiro.

Isso vale também para aqueles que se acham “velhos demais para começar”.

O autor tem um recado importante: Se você não teve a oportunidade de começar cedo, tenha agora a responsabilidade de começar o quanto antes.

Ensinamento 5: Empreenda

Robert Kiyosaki diz que as pessoas deveriam sempre buscar novas formas de empreender. Seja por conta própria, seja dentro da empresa que trabalha.

Por isso, o ensinamento é: “Cuide de seus negócios”.

O autor deu como exemplo o fundador do McDonald’s, Ray Kroc.

Embora todos achassem que seu negócio fosse vender hambúrgueres, na verdade seu negócio eram imóveis.

Em seu plano de negócios, Ray sabia que o principal foco era a venda de franquias de hambúrguer, mas nunca perdeu de vista a localização de cada uma. 

O McDonald’s é hoje o maior proprietário individual de terrenos no mundo e dono de alguns dos cruzamentos e esquinas mais valiosas.

Kiyosaki diz que quando ele era garoto não havia nenhum McDonald’s por perto, mas seu pai rico ensinou a mesma lição que Ray Kroc: “Cuide de seu negócio.” 

As dificuldades financeiras são muitas vezes o resultado direto de se trabalhar toda a vida para outras pessoas. Por isso, explore outras formas de ganhar dinheiro por conta própria.

Ensinamento 6: Entenda a diferença entre ativos e passivos 

Um dos ensinamentos mais poderosos do livro “Pai Rico, Pai Pobre” é a diferença de ativo e passivo.

Diferente da definição contábil tradicional, a definição de Kiyosaki sobre os termos é a seguinte:

  • Ativo é tudo aquilo que coloca dinheiro no seu bolso;
  • Passivo é tudo aquilo que tira dinheiro do seu bolso.

O “Pai Rico” do autor chamou sua atenção para um fato: muita gente confunde passivo com ativo.

É isso que, segundo o livro, separa os ricos dos pobres:

“Os ricos compram ativos, os pobres só têm despesas e a classe média compra passivos pensando que são ativos” – Pai Rico, Pai Pobre.

Há quem acredite que um carro é um ativo. Depois da definição de Kiyosaki fica fácil entender que um carro é um passivo. Afinal, você precisa pagar pelo combustível, manutenção, seguro, etc.

Além disso, se comprar um carro novo, logo no início já tem perda de 25% e ele continua a diminuir seu valor ao longo do tempo.

Portanto, ativos são tudo o que tenha valor, gere renda ou se valorize, como: 

  • Negócios que não exigem sua presença;
  • Ações;
  • Títulos;
  • Fundos de investimento;
  • Imóveis que geram renda, entre outros.

A grande lição é parar de comprar passivos e começar a investir em ativos.

Ensinamento 7: Não trabalhe pelo dinheiro 

Quem trabalha pelo dinheiro permanece na corrida dos ratos. 

Trabalhar para receber o salário e gastar tudo não leva a lugar nenhum financeiramente. Em vez disso, busque formas de fazer o dinheiro trabalhar para você.

“Se você trabalha pelo dinheiro, está cedendo poder a seu empregador. Se seu dinheiro trabalha para você, você mantém e controla o poder” – Pai Rico, Pai Pobre.

O livro mostra a diferença de mentalidade dos ricos e dos pobres em relação ao dinheiro:

“Os pobres e a classe média trabalham pelo dinheiro. Já os ricos fazem o dinheiro trabalhar por eles” – Pai Rico, Pai Pobre.

Como fazer o dinheiro trabalhar para você? Compre ativos!

Ensinamento 8: A riqueza começa pela mentalidade

O que mais diferenciava os dois pais de Kiyosaki quando ambos estavam no início de suas carreiras era a mentalidade. 

Seu pai biológico acreditava que “o amor ao dinheiro era a raiz de todo mal” e dava conselhos como “estude arduamente para poder trabalhar em uma boa empresa”.

Já o “Pai Rico” tinha frases semelhantes, mas com um propósito completamente diferente.

Ele acreditava que “a falta de dinheiro é a raiz de todo mal” e aconselhava “estudar arduamente para comprar uma boa empresa”.

Percebe a diferença da mentalidade? 

A riqueza começa pela mentalidade. Crenças limitantes podem atrapalhar a sua busca pela independência financeira.

O “Pai Pobre” dizia constantemente que nunca ficaria rico e que não ligava para dinheiro. De fato, ele nunca ficou, mesmo ganhando bastante dinheiro.

Enquanto seu “Pai Rico” sempre dizia que dinheiro é poder e se tornou milionário.

Portanto, comece mudando o seu pensamento e substitua frases como “Não posso comprar isso” por “Como posso comprar isso?”.

Ensinamento 9: Ser pobre é diferente de “estar quebrado”

Outro ensinamento de mentalidade financeira do livro Pai Rico Pai Pobre é que “há uma diferença entre ser pobre e estar quebrado. Estar quebrado é algo temporário, ser pobre é eterno.”

Podemos enxergar o fato de não ter dinheiro sob duas perspectivas:

  • Uma situação temporária, que logo passa;
  • Permanente.

São modos diferentes de encarar a situação.

“Estar quebrado” é algo momentâneo, já “ser pobre” é algo que vai durar para sempre. 

Durante sua caminhada, você terá altos e baixos, momentos em que ganha e perde dinheiro e talvez, até quebre em algum momento. 

Se sua mentalidade é positiva, você entende que a falta de dinheiro é algo que faz parte e que pode ser superado.

Com essa mentalidade fica muito mais fácil encontrar meios de reverter a situação e prosperar, independentemente dos problemas.

Agora, se adotar uma mentalidade negativa e acreditar que é pobre e que nada pode ser feito, você nunca sairá dessa situação.

Ensinamento 10: Quadrantes da riqueza

O ensinamento final do livro “Pai Rico, Pai Pobre” é chamado de quadrantes da riqueza. 

Kiyosaki divide as pessoas em quatro tipos: os empregados, os autônomos, os donos de negócios e os investidores. 

Fonte: Livro Pai Rico, Pai Pobre, Robert Kiyosaki.

Do lado esquerdo do quadrante estão os empregados e os autônomos e no lado direito os donos de negócios (empreendedores) e os investidores. 

A maioria está do lado esquerdo. Essas pessoas trabalham pelo dinheiro e o salário aumenta de forma linear, sempre dependem da hora trabalhada. Por isso, há um limite de ganhos. 

No lado direito estão as pessoas que fazem o dinheiro trabalhar para elas. Ou seja, elas sabem como gerar mais dinheiro, seja pelos seus negócios ou com a renda passiva dos seus investimentos. 

A boa notícia é que estar atualmente em um quadrante, não significa que não possa migrar para o outro.

É uma questão de desenvolver as habilidades e a mentalidade correta. 

Resumindo

Pai Rico, Pai Pobre é um livro que ajuda a moldar sua mentalidade financeira e direcionar o conhecimento financeiro para um futuro mais próspero.

Infelizmente, vivemos em um país com pouca ou nenhuma educação financeira. Isso coloca a maioria das pessoas em uma perigosa corrida dos ratos.

São pessoas que trabalham por dinheiro, estão infelizes e endividadas.

Para sair da corrida dos ratos, o primeiro passo é a busca por conhecimento.

É para isso que estou aqui, para te ajudar a obter conhecimento financeiro, para que comece a investir e atinja sua liberdade financeira
Te convido a vir comigo nessa jornada. Assista a aula online grátis para conhecer os 7 princípios para ganhar de R$ 5 mil a R$ 20 mil por mês com dividendos.

Compartilhe essa publicação:

Introdução a
Bolsa de Valores

Partindo do zero até a compra da sua primeira ação

Assista à primeira aula gratuita

Outras Publicações

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência de navegação e a nossa plataforma. Ao utilizar os nossos serviços, você concorda com tais condições. Para mais informações, visite nossos Termos de Uso e Serviços.