Raio-X do mercado: de IRBR3 a MRFG3

Quais são as ações que estão gerando oportunidades?
Eduardo Voglino

Eduardo Voglino

Sócio do GuiaInvest, especialista em ações e seguidor da filosofia de Value Investing.
raio x irbr3 mrfg3

Olá, investidor!

Estamos acompanhando um ano de quedas significativas no mercado de ações e que acaba deixando algumas oportunidades mais escancaradas.

Essas foram as 5 ações que mais caíram em 2020:

5 acoes que mais cairam

Minha estratégia de investimentos é o Value Investing.

Sou um caçador de assimetrias, busco empresas negociadas abaixo do valor intrínseco. Procuro Porsches a preços de Corsa.

É inegável que para uma empresa ficar barata, ela deve pontualmente apresentar queda de preços ou acelerar sua criação de valor, sem que o mercado perceba, mas essa última hipótese não é comum.

Só fique atento que nem toda queda de ação é oportunidade. É comum vermos significativos processos de destruição de valor nas empresas.

Uma empresa pode parecer barata, mas é uma value trap.

Essa lista de ações pode ser bem perigosa, embora muitos avaliam como grandes oportunidades.

Não avalie só preço, avalie o negócio e compreenda a causa da queda. E o contrário, como fica?

Essas foram as ações que mais subiram em 2020:

5 acoes que mais subiram

O raciocínio contrário também é válido…

Será que quando o preço de uma ação sobe demais, ela se torna cara?

Depende.

Se a empresa tem poder de gerar muito valor no longo prazo, a expectativa sobre ela no presente, pode não refletir todo o potencial.

Imagine que empresa vale 10 milhões (valor intrínseco) e o preço de cada ação em bolsa seja 3 reais, além disso ela possui 1 milhão de ações.

Logo seu valor de mercado seria de 3 milhões (preço x quantidade de ações).

O que acontece se o seu preço subir 100 por cento?

Ela se torna uma ação cara?

Não.

Mesmo com uma alta de 100 por cento, o preço da ação será negociado a 6 reais.

Desta forma, a empresa atingirá um valor de mercado de 6 bilhões, abaixo do seu valor intrínseco.

Na prática, vai continuar barata!

O que quero deixar claro é:

Nem toda queda tornará a ação barata, da mesma forma, nem toda alta irá tornar a ação cara.

Fuja do senso comum!

Análise o valor da empresa e não o preço. Ou melhor: analise o valor, e veja o preço para saber se é um bom negócio investir nessa ação.

Fazendo uma varredura geral pela bolsa, há muita coisa barata, há muita armadilha e há também umas 20 e poucas ações que ficaram ridículas de baratas.

Forte abraço!

Eduardo Voglino é analista de ações credenciado na APIMEC (CNPI 2202), atua no mercado financeiro desde 2006 e já assessorou diretamente milhares de pessoas quando teve seu próprio escritório vinculado à XP. É um entusiasta em buscar valor e assimetrias no mercado de ações. Escreve para o TheCap na coluna Fórmula Buffett.

Compartilhe essa publicação:

Introdução a
Bolsa de Valores

Partindo do zero até a compra da sua primeira ação

Assista à primeira aula gratuita

Outras Publicações