O técnico do seu time é competente?

empresas com bons ceos

Olá, investidor!

O que você pretende fazer nesse período chato do ano que temos entre o Carnaval e o Ano Novo?

Posso dar uma sugestão para esses próximos 10 meses?

Errou se pensou que iria sugerir compras de ações.

Afinal, tenho CERTEZA que você já investe em ações, então isso já foi superado.

Minha sugestão: conheça melhor as empresas que você está investindo.

Adoraria que você fizesse uma visita presencial a cada empresa da sua carteira, mas sei que isso pode ser impossível por questões logísticas e até financeiras.

Conheço muitos investidores que conhecem as empresas que investem, apenas através dos números, dos indicadores fundamentalistas.

É claro que isso é muito importante, mas não é tudo.

Deixe-me fazer um teste com você.

Você sabe o nome de todos os CEOs das empresas que você investe?

​A pergunta é simples, mas a resposta não é trivial.

Não fique preocupado, como falei acima, muitos investem enxergando apenas os números.

Mesmo sem saber quem é o CEO da empresa que você está investindo, tens que saber que a influência dele no sucesso ou fracasso da empresa é enorme.

Imagine que você vai analisar times de futebol do Brasil.

Para encontrar os melhores, você vai verificar quantas partidas cada time ganhou, bem como quantos gols foram feitos.

Com esses números em mãos, você consegue encontrar times que se destacam.

Por trás dos resultados, existe um conjunto de jogadores geridos por um técnico.

O técnico é responsável pela estratégia do time, que mesmo com os melhores jogadores em campo, perderá se a estratégia for ruim.

Assim como acontece com bons times de futebol, onde boa parte do sucesso é determinado pela capacidade do técnico montar o time, com as empresas não é diferente.

Você nunca vai me ver comprando uma ação sem saber a origem e experiência do CEO da empresa.

O CEO da empresa pode ser a razão do sucesso ou fracasso do negócio.

Ele determina o foco da empresa, o nível de satisfação das pessoas que trabalham nela e, em última instância, o quanto rentável é o negócio.

Um pré-requisito quando vou comprar uma ação é que o CEO tenha perfil de líder e com metas audaciosas.

Jim Collins, autor e pesquisador na área de administração de empresas, explica que um líder é alguém que canaliza as necessidades do seu ego para longe de si mesmo, em uma meta maior de construir uma ótima empresa, constrói grandeza duradoura por meio de uma mistura paradoxal de humildade pessoal e determinação profissional.

Soma-se a boa experiência e expertise do CEO, estaremos seguros com a gestão da empresa.

Os CEOs das empresas que você investe possuem esse perfil?

Não sabe não é mesmo?

Não se sinta mal, mas seria importante você saber.

Conhecendo o CEO, cada novos aportes nas ações seriam cada vez mais seguros e confortáveis.

Afinal, se o time possui uma técnico excepcional, podemos esperar apenas resultados excepcionais.

O time de executivos da carteira Ações para Vida e da carteira Joias da Bolsa​ são de primeira linha.

Forte abraço!

Eduardo Voglino é analista de ações credenciado na APIMEC (CNPI 2202), atua no mercado financeiro desde 2006 e já assessorou diretamente milhares de pessoas quando teve seu próprio escritório vinculado à XP. É um entusiasta em buscar valor e assimetrias no mercado de ações. Escreve para o TheCap na coluna Fórmula Buffett.

As 7 small caps que vão fazer diferença em 2020

Olá, investidor!

Comprar barato e vender caro.

Este é o meu objetivo quando invisto em uma ação.

É isso que enxergo nas small caps que estudo.

Para comprar barato busco empresas que momentaneamente não estão refletindo o crescimento dos seus lucros.

Certamente você já me ouviu falando a seguinte frase:

“Os lucros justificam os preços.”

Então como é possível pagar barato por empresas em pleno processo de crescimento dos lucros?

Sabe aquela teoria de mercado eficiente? Que diz que tudo já está embutido no preço da ação?

No curto prazo isso não serve.

É puro blá blá blá de alguns acadêmicos… Aliás, muitos sequer investiram um centavo na vida.

Teoria sem prática não serve para nada.

Fato é que a ineficiência do curto prazo do nosso mercado gera grande oportunidades.

A minha carteira disponibilizada no Canal Joias da Bolsa, busca exclusivamente aproveitar essa ineficiência para comprar ações boas e baratas.

Entenda…

Quando montei a carteira, busquei empresas com crescimento de lucros e múltiplos descontados frente a empresas do mesmo segmento.

Veja a performance da carteira do Joias em 2019, comparado ao crescimento médio dos resultados financeiros das empresas da carteira:

Resultado operacional vs Joias da Bolsa

A linha preta é a valorização da carteira e a linha verde é o crescimento dos resultados financeiros.

No início do ano, as empresas já estavam demonstrando crescimento do seus resultados financeiros, mas os preços estavam adormecidos…

Que bom.

Veja que a partir de maio o mercado começou a precificar o crescimento atual e futuro dos resultados das empresas, mas apenas em outubro o movimento de alta se intensificou.

Sabe o que o que começou a ocorrer em outubro?

Os lucros começaram a justificar os preços.

Invista com foco nos lucros das empresas. Os preços irão nessa dos lucros das empresas no longo prazo.

E na minha opinião, são as small caps que ainda deixam a ineficiência do mercado ainda muito visível. Compre small caps.

Não à toa a carteira do Joias possui 7 Small Caps…

Ah, e tenho um aviso: já estão abertas as inscrições do evento O Grande Gatilho. Corra que é até o dia 31.

Forte abraço!

Eduardo Voglino atua no mercado financeiro desde 2007 e já assessorou diretamente centenas de pessoas quando teve seu próprio escritório vinculado à XP. É um entusiasta de buscar valor e assimetrias no mercado de ações. Escreve para o TheCap na coluna Fórmula Buffett.