O Sistema 1 fará você comprar OIBR3

comprar oibr3

Olá, investidor!

Nada é mais natural do que identificar nosso pensamento com ideias, imagens, planos e sentimentos.

Se eu pergunto: “Porque você comprou aquele carro?”

Você irá justificar utilizando diversos motivos: “Modelo bonito. Ótimo Preço. Motor potente”.

Ocorre que poderá justificar os pensamentos apenas por meio da introspecção, ou seja, voltando sua atenção exclusivamente para dentro e examinando o que se passa em sua cabeça.

Isso é um problema, pois a introspecção pode captar apenas uma pequena fração dos processos complexos que se desenrolam em sua mente e que estão por trás de suas decisões.

Nosso universo mental se divide em dois sistemas.

Sistema 1 é o reino da percepção automática e das operações cognitivas, como o que você põe em funcionamento neste exato momento ao rolar a página deste e-mail.

Não temos consciência desses processo de gatilho rápido, mas não poderíamos funcionar sem eles, seríamos desligados.

Sistema 2 está diretamente ligado em tudo em que decidimos nos focar.

A ordem dos dois sistemas não é aleatória, O Sistema 1 vem primeiro.

Ele é rápido e está constantemente operando em segundo plano.

Se uma pergunta é feita e você sabe a resposta instantaneamente, é o Sistema 1 respondendo.

O Sistema 2 fica encarregado de interrogar essa pergunta.

Mas esse processo exige tempo e esforço, e é por isso que rotineiramente na maioria das vezes o Sistema 1 é quem decide.

Me responda a pergunta abaixo: “Um bastão e uma bola de beisebol custam juntos 1,10 reais. O bastão custa 1 real a mais do que a bola. Quanto custa a bola?”.

Se você é como praticamente todo mundo que um dia já respondeu essa famosa pergunta, instantaneamente sua resposta foi: “Dez centavos”.

Não pensou cuidadosamente para chegar a resposta, nem sequer fez algum cálculo.

A resposta simplesmente apareceu.

Culpa do Sistema 1, rápido, fácil e impreciso.

A resposta pode parecer, mas não é 10 centavos.

Não vou te dar a resposta, vou deixar o seu Sistema 2 refletir e buscar o racional e lógica do cálculo.

Mas qual a relação disso tudo com o mercado de ações?

Bom, a maioria das decisões tomadas pelos investidores se limita ao Sistema 1.

Afinal, é menos trabalhoso e mais rápido.

A resposta chegada praticamente “pronto”.

Pena que na maioria das vezes a decisão se baseia em respostas erradas.

O Sistema 1 faz com que você enxergue de forma clara que as ações da OIBR3, por exemplo, é uma grande oportunidade, afinal, seu preço caiu muito e estamos falando de uma importante empresa do segmento de telefonia do Brasil.

Mas realmente é isso?

Coloque seu Sistema 2 para trabalhar um pouco, vá mais afundo na avaliação.

Considere todos os riscos e veja se vale realmente a pena.

Se no atual contexto não existem oportunidades melhores.

Usar o Sistema 2 é chato, o 1 é mais divertido.

O seu Sistema 2 vai ajudar você a olhar para oportunidades bem mais óbvias que o mercado está dando no momento.

Forte abraço!

Eduardo Voglino é analista de ações credenciado na APIMEC (CNPI 2202), atua no mercado financeiro desde 2006 e já assessorou diretamente milhares de pessoas quando teve seu próprio escritório vinculado à XP. É um entusiasta em buscar valor e assimetrias no mercado de ações. Escreve para o TheCap na coluna Fórmula Buffett.